Colômbia vai endurecer regras de imigração para conter venezuelanos

Crise no país vizinho está criando um problema imigratório na fronteira; cerca de 37 mil venezuelanos entram por dia na Colômbia

0
1917
Com malas e pertences, mais de 37 mil venezuelanos entram na Colômbia em 1 dia
Com malas e pertences, mais de 37 mil venezuelanos entram na Colômbia em 1 dia

DA REDAÇÃO, COM UOL – O presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, anunciou na quinta-feira (8) que tomará medidas para aumentar os controles migratórios na fronteira com a Venezuela devido à crescente chegada de cidadãos deste país, que estão fugindo da crise.

Entre as medidas está a obrigatoriedade de carimbar o passaporte e o fim da emissão de mais Cartões de Mobilidade Fronteiriça, que são usados pelos cidadãos de regiões da fronteira para cruzar os limites nacionais. Além disso, será criado de um grupo especial que terá responsabilidades como “garantir o respeito ao espaço público”.

Santos, no entanto, também anunciou que será solidário com os venezuelanos e construirá, com o apoio da ONU, um Centro de Atendimento ao Migrante com capacidade para 2 mil pessoas, em princípio.

Além disso, Santos determinou a criação do Grupo Especial Migratório (GEM) que começará a trabalhar hoje e “reforçará ainda mais o controle e a segurança na fronteira”.

Segundo o presidente, também haverá um reforço do controle militar na fronteira e serão expedidos aos migrantes venezuelanos um comprovante que será “totalmente de graça” e permitirá que os mesmos tenham acesso a alguns serviços do Estado.

Cerca de 37 mil venezuelanos entram por dia na Colômbia, muitos dos quais chegam em busca de comida e remédios, e outros 550 mil se instalaram definitivamente no país vizinho.