Colômbia vence Estados Unidos e fica com a última vaga no futebol masculino do Rio 2016

A Colômbia não participa do futebol masculino dos jogos desde 1992, em Barcelona

0
1579
O colombiano Roger Martínez foi o herói do jogo
O colombiano Roger Martínez foi o herói do jogo

De forma dramática, a Colômbia ficou com a última vaga no torneio masculino de futebol dos Jogos Olímpicos Rio 2016, ao vencer os Estados Unidos por 2 a 1 (3 a 2 no placar agregado) fora de casa, em Frisco, no Texas, na noite de terça-feira (29). Após o empate por 1 a 1 no jogo de ida, em Barranquilla, na sexta-feira (25), o atacante Roger Martínez marcou duas vezes e garantiu a vitória sobre os americanos, que tiveram dois jogadores expulsos.

A Colômbia não participa do futebol masculino dos jogos desde 1992, em Barcelona, quando teve o atacante Asprilla como destaque. Pela primeira vez em 48 anos, a seleção masculina dos Estados Unidos fica de fora de duas edições consecutivas dos Jogos Olímpicos.

A seleção treinada por Carlos “Piscis” Restreplo se junta a Brasil, Argentina, Alemanha, Dinamarca, Suécia, Portugal, Fiji, México, Honduras, Nigéria, Argélia, África do Sul, Japão, Coréia do Sul e Iraque na lista dos 16 classificados para a competição, que será realizada no Rio de Janeiro e em Manaus, Brasília, Belo Horizonte, Salvador e São Paulo em agosto. O sorteio será no Maracanã em 14 de abril, com definição das quatro chaves (os dois primeiros de cada uma avançam às quartas de final).

Herói da classificação, Roger Martínez tem 21 anos e atua no Racing, da Argentina. O atacante, que não havia jogado em Barranquilla, colocou a Colômbia à frente no marcador aos 30 minutos do primeiro tempo, corrigindo um chute de Andres Roa que iria para fora. Um gol contra de cabeça do zagueiro Déiver Machado, em lance infeliz, deixou tudo igual aos 11 minutos do segundo tempo. Sete minutos depois, no entanto, Martínez marcou novamente, depois de matar com categoria um centro de Machado.

Com o 2 a 1 no placar, os americanos ficaram em situação dramática, precisando de dois gols para obter a classificação. Mas Luis Gil, dos Estados Unidos, foi expulso após levar o segundo cartão amarelo, aos 32 minutos do segundo tempo, e Matt Miazga tomou o vermelho aos 45, por cometer falta em Christian Borja, que avançava com ótimas chances de marcar.

O técnico da seleção principal americana, Jurgen Klinsmann, tinha a classificação para o Rio 2016 como prioridade. Após a derrota, Herzog tentou se controlar: “Estou muito emotivo e não queria falar nada antes de me acalmar. Estou realmente decepcionado”. O técnico não se conformava com o lance que decidiu a derrota: “Nós tomamos um gol tão simples e burro”.