Colombiana é assassinada e corpo é encontrado no quintal da casa do marido em Boynton Beach

Maria Stella tinha 44 anos; amigos disseram que ela teria se casado com homem de 66 anos para se legalizar no País e acabou morta por ele

0
2624
Roberto Colon está preso acusado pelo assassinato da esposa (Foto Reprodução WPEC)

A colombiana Maria Stella Gomez, de 44 anos, tinha o sonho de se legalizar nos Estados Unidos para trabalhar na área de saúde. Ela cuidava da mãe de Roberto Colon, de 66 anos, que sugeriu que Maria se casasse com o filho para conseguir seu green card de forma mais rápida. As informações são do jornal Sunsentinel.

Maria aceitou a sugestão da mãe de Roberto e os dois se casaram na corte de Delray Beach em janeiro. Os dois firmaram um acordo em que Maria continuaria a viver na casa da mãe de Colon e ele em sua casa em Boynton Beach.

Em entrevista ao jornal Sunsentinel, amigos próximos disseram que Colon queria mais que um casamento de fachada. “Eu acho que ele queria um relacionamento de verdade com ela, mas ela não queria. Ele concordou em se casar para ajudá-la e tudo acabou em tragédia”, disse uma amiga da vítima ao Sunsentinel. “Ela era uma pessoa maravilhosa e tudo o que ela queria era uma vida melhor na América. Eu tentei alertá-la sobre esse casamento, mas infelizmente não adiantou. Estamos devastados”.

Maria parou de fazer contato com a família no dia 18 de fevereiro. Preocupados, familiares e amigos pediram que a polícia fosse até a casa de Colon em Boynton Beach para procurar pela colombiana. Colon negou que teria visto a esposa.

No início de março, vizinhos denunciaram que o acusado teria comentado que havia enterrado o corpo da colombiana no quintal da sua casa. A polícia fez uma busca e localizou o corpo da vítima. A perícia encontrou o sangue da vítima em várias partes da casa.

Roberto Colon está preso na cadeia de condado de Palm Beach.