Com fábricas na Flórida, Embraer prevê faturar $259 bi até 2025

Fabricante de aviões estima que venderá 9,1 mil jatos executivos até 2025; previsão supera em quase mil aeronaves números registrados pela empresa na última década

0
1718

DA REDAÇÃO (com G1) – A fabricante brasileira de aviões Embraer, que tem fábrica na cidade de Melbourne (próxima a Orlando) e planeja construir outra planta industrial em Titusville (também na Flórida Central), prevê faturamento alto nos próximos dez anos. A empresa estima uma demanda de 9,1 mil jatos executivos, avaliados em $259 bilhões, até 2025. O anúncio foi feito na segunda-feira (16) na Convenção e Encontro Anual da Associação Nacional de Aviação Executiva (National Business Aviation Association 2015), em Las Vegas, nos Estados Unidos.

A previsão aponta que o número de entregas deve superar as encomendas e valor da última década, ocasião em que foram vendidos cerca de 8.190 jatos por $198 bilhões.

Segundo a empresa, a projeção é reflexo de uma alta potencial do mercado americano. Os aviões leves e de médio porte devem ter maior participação nas vendas, representando cerca de dois terços das entregas totais – o equivalente a demanda de 4.850 jatos e US$ 130 bilhões. A Europa e a África devem responder por 2,1 mil encomendas em dez anos, representando US$ 64 bilhões.

Em junho, a Embraer anunciou a construção da nova fábrica em Titusville, que será uma unidade dedicada à produção de assentos para aviões. A fábrica, prevista para abrir na segunda metade de 2016, será dirigida por uma companhia sediada na Califórnia que a Embraer comprou e renomeou para Embraer Aero Seating Technologies.

Localizada a oeste do Kennedy Space Center, da Nasa, a nova fábrica fará assentos top de linha para jatos corporativos da Embraer Phenom 100 e Phenom 300.

Com a inauguração da nova fábrica, a Embraer planeja chegar a 1,6 funcionários trabalhando no Estado.