Com o frio, iguanas ficam imóveis e caem das árvores, mas não estão mortas

Répteis congelam como se estivessem mortos; redobre o cuidado com carros embaixo de árvores

0
5775
Iguana estirada na grama FOTO CBS e WPEC
Iguana estirada na grama (Foto: CBS e WPEC)

DA REDAÇÃO, COM AP – O frio no Sul da Flórida tem feito com que – como forma de defesa – iguanas ‘congelem’ e, inertes, caiam de árvores. Em meio a temperaturas extremamente baixas, esses animais de sangue frio ficam bem mais lentos do que o normal, já que o corpo se enrijece. Quando se chega à marca dos 5 graus Celsius, ou abaixo dos 30ºF, como na última semana, esses répteis congelam, como se estivessem mortos.

Supervisora da comissão de conservação da vida selvagem da Florida, Kristen Sommers explica que uma temperatura de 40ºF já é suficiente para que as iguanas tenham os movimentos dificultados. Quanto mais próximo do grau zero, mais perto elas estão da completa imobilidade — e risco de vida. Mas assim que o tempo volta a esquentar a maior parte volta a se mexer.

“Está frio demais para elas se mexerem”, diz Kristen.

As autoridades alertam que resgatar esses animais inertes pode ser muito perigoso. “Uma vez que voltam a se movimentar, são animais selvagens e não acostumados à presença humana”.

Colunista do jornal “Palm Beach Post”, Frank Cerabino publicou no Twitter uma foto de uma iguana caída bem ao lado de sua piscina. O canal WPEC-TV também exibiu imagens de uma iguana de barriga para cima em uma estrada do Condado de Palm Beach.

Esses répteis são nativos da América Central e do Sul, sendo uma espécie invasiva na Flórida. Elas chegaram à Flórida nas últimas décadas. As iguanas podem crescer mais de 1,5 metro de comprimento, e seus dejetos podem ser uma fonte potencial da bactéria de salmonela, que causa intoxicação alimentar.

As iguanas verdes não são os únicos répteis atordoados com o frio intenso desta semana: as tartarugas marinhas também ficam com o corpo endurecido quando as temperaturas caem muito. Os biólogos da comissão de vida selvagem resgataram uma série de tartarugas marinhas quase imobilizadas que foram encontradas flutuando na água ou perto da costa. Mas nenhum resgate é planejado para iguanas.