Local

Começa demolição de prédio escolar em Parkland (FL) onde 17 pessoas foram mortas em 2018

O conselho escolar do Condado de Broward ainda não decidiu o que substituirá o edifício

Marjory Stoneman Douglas High School. Foto: WPLG

Uma equipe iniciou na sexta-feira (14) a demolição do prédio de três andares onde 17 pessoas morreram no tiroteio em massa de 2018, na Marjory Stoneman Douglas High School, em Parkland, Broward (FL). As famílias das vítimas foram convidadas a assistir aos primeiros golpes e a retirar uma peça do edifício, se desejassem.

As autoridades planejam concluir o projeto, que durará semanas, antes do retorno dos 3.300 alunos da escola, em agosto, após as férias de verão. A maioria dos estudantes estava no ensino fundamental quando o tiroteio ocorreu. O edifício foi mantido intacto para servir como prova no julgamento de pena do atirador em 2022. Os jurados percorreram seus corredores marcados por balas e sangue, mas pouparam o criminoso da sentença de morte. Ele cumpre pena de prisão perpétua sem possibilidade de liberdade condicional.

O conselho escolar do Condado de Broward ainda não decidiu o que substituirá o edifício. Os professores sugeriram um campo de prática para a banda, Junior ROTC e outros grupos, conectado por um caminho paisagístico a um memorial próximo erguido há alguns anos. Vários dos estudantes mortos pertenciam à banda ou ao Junior ROTC. Alguns pais querem que o local se torne um memorial.

O Condado de Broward não está sozinho na decisão de demolir um prédio escolar após um tiroteio em massa. Em Connecticut, a Sandy Hook Elementary School foi demolida após o tiroteio de 2012 e substituída. No Texas, as autoridades fecharam a Robb Elementary em Uvalde após o tiroteio de 2022 e planejam demoli-la. A biblioteca da Columbine High, no Colorado, foi demolida após o tiroteio de 1999.

No último ano, alguns parentes das vítimas conduziram a vice-presidente Kamala Harris, membros do Congresso, autoridades escolares, policiais e cerca de 500 outros convidados de todo o país em visitas guiadas pelo prédio. Eles demonstraram como medidas de segurança aprimoradas, como vidros à prova de balas nas portas, um sistema de alarme melhorado e portas que trancam por dentro, poderiam ter salvado vidas.

Compartilhar Post:

Baixe nosso aplicativo