Condado em North Dakota faz plebiscito para decidir se recebe refugiados

Outras comunidades em todo o país estão vivendo o mesmo dilema

0
2054
Plebiscito decidirá se aceita receber refugiados (Foto: PXHere)
Plebiscito decidirá se aceita receber refugiados (Foto: PXHere)

O pequeno condado de Burleigh, no estado de North Dakota, vive uma situação inusitada. A localidade tem cerca de 700 refugiados que fugiram de seu país natal nas últimas duas décadas. Com a presença destes imigrantes no condado, é natural que outros familiares e amigos também tenham o interesse em mudar para lá – mas boa parte da população não apoia a ideia.

O comissário Jim Peluso, no cargo há 14 anos, resolveu questionar os residentes sobre a possibilidade de receber mais refugiados, apoiado na ordem executiva de Donald Trump, que deixou nas mãos das autoridades estaduais e locais a decisão… e para sua surpresa, Peluso recebeu inúmeros e-mails, com opiniões bem distintas.

Os que não concordam com a chegada de mais refugiados, argumentam que os contribuintes acabam tendo que pagar mais impostos por isso; outros, mais radicais, seguem o discurso da atual administração, dizendo que não se deve conceder um porto seguro a pessoas com caráter desconhecido; mas há os que apoiam a medida, pois a chegada de imigrantes dá mais diversidade ao condado, além de representar uma vantagem econômica no médio prazo.

De qualquer forma, esta é uma decisão que precisará ser tomada, através de um plebiscito. Peluso, porém, não gostaria de que o Condado fosse um dos primeiros nos Estados Unidos a negar outros refugiados sob a nova regra, enviando a Casa Branca o desejo expresso e por escrito de não receber refugiados. E, acredite, muitas outras comunidades em todo o país estão vivendo o mesmo dilema.