Congressistas discutem fim de cidadania americana para filhos de imigrantes ilegais

0
1172

Grupos anti-imigrantes e congressistas republicanos querem barrar a cidadania automática para crianças nascidas nos EUA, filhas de imigrantes ilegais

A boa notícia é que o Congresso dos EUA está debatendo as leis de imigração. A má notícia é que alguns parlamentares do Partido Republicano estão pressionando para que seja incluída na lei sobre imigração a ser aprovada pelo Congresso um item que proíba a concessão automática da cidadania americana para filhos de pais que estejam vivendo fora do status migratório no país.

O presidente da Federação para Reforma da Imigração American, Dan Stein, concorda com os autores desta proposta no parlamento, argumentando que isto torna-se uma armadilha para o povo americano, porque depois de crescidas estas pessoas podem requerer cidadania para seus pais, que entraram ilegalmente no país. “Estamos permitindo que outros países manipulem nossas leis”, exagerou.

Já os grupos que defendem os imigrantes são contrários a esta proposta, alegando ser isto um sinal de sentimento anti-imigrante que pode tomar conta do país. Pior ainda, seria um desrespeito à 14ª Emenda da Constituição dos EUA que garante a todos os cidadãos nascidos em solo americano o direito à cidadania, com exceção de filhos de diplomatas estrangeiros que estejam vivendo no país.

Além do mais, garante Peter Spiro, professor de direito internacional da Universidade da Geórgia e que está participando da discussão no Congresso sobre este tema, a lei seria inócua, “porque os tribunais dariam ganho de causa àqueles que recorressem à justiça”.