Conheça um pouco sobre as vítimas do massacre de Orlando

Grande parte dos 49 mortos no ataque a tiros da madrugada de domingo (12) em Orlando, era de origem latina

0
4205
Vítimas do massacre da boate Pulse em Orlando
Vítimas do massacre da boate Pulse em Orlando

Grande parte dos 49 mortos no ataque a tiros da madrugada de domingo (12) em Orlando, era de origem latina. Eles foram até o local para curtirem a noite latina, sempre muito animada, e os presentes estavam fazendo vídeos para o aplicativo snap chat e tirando fotos quando foram surpreendidos pela fúria de Omar Mateen.

Veja abaixo mais informações sobre alguns dos mortos no massacre:

Eric Ivan Ortiz-Rivera, 36

Nascido em Porto Rico, no Caribe, mudou-se para a Flórida para estudar e ter melhores condições de vida. Ele morava no centro de Orlando com seu marido e trabalhava em duas lojas para poder se sustentar. Segundo seu primo, Orlando González, ele tinha muito talento artístico e adorava dançar. “Sempre íamos às boates juntos. Ele gostava mais de música house, mas dançava qualquer coisa”, disse.

Antes de ir à boate, ele fez um “esquenta” em casa. Depois, nunca mais voltou. González afirma que o marido de Ortiz, que não teve o nome revelado, ficou muito abalado. “Ele me ligou histérico de manhã atrás dele”, disse.

Edward Sotomayor Jr., 34

Morador de Sarasota, a 210 km de Orlando, era gerente nacional da agência Al and Chuck Gay Travel. O amigo James de la Fuente, disse que ele era chamado Eddie da Cartola porque tinha uma cara diferente quando usava o chapéu. “Ele era um cidadão do mundo, diversificado e justo. Franco e verdadeiro. Ele sempre fazia mais do que se esperava dele para as outras pessoas”, disse.

Stanley Almodovar 3º, 23

Nascido em Springfield, era técnico em farmácia em Clermont, na Flórida. Em sua página na rede social Facebook, seus amigos e familiares colocaram mensagens de condolências. “Stanley foi uma das pessoas mais amigáveis que eu tive a chance de conhecer. Ele tinha uma personalidade muito fácil de lidar”, disse a amiga Catilin Rodrigues.

Luis S. Vielma, 22

Morador de Orlando. Segundo a escritora J.K. Rowling, Luis trabalhava no parque temático da série “Harry Potter”. Rowling postou em sua conta no Twitter uma foto de Luis com o uniforme do parque e disse: “Eu não consigo parar de chorar”. “Ele sem dúvida nos fez pessoas melhores por simplesmente existir. Parte dele sempre viverá em qualquer boa decisão que eu tomar”, disse o amigo Will Randle.

Juan Ramon Guerrero, 22

Estava no primeiro ano na Universidade Central da Flórida e trabalhava como operador de telemarketing, segundo seu primo, Robert Guerrero. “Ele era como um irmão mais velho para mim. Ele nunca foi o tipo de sair muito, preferia ficar em casa e cuidar de seus sobrinhos”.

Peter O. Gonzalez-Cruz, 22

Nascido em Benoni, na África do Sul, trabalhava para a transportadora de encomendas UPS, segundo seu perfil no Facebook.