Conselho de Representantes é empossado no Rio

0
634

Grupo ficará responsável pelo intercâmbio entre governo e brasileiros no exterior

Começou na quinta-feira (dia 2 de dezembro), sob a direção do Embaixador Antonio Patriota, Secretário-Geral das Relações Exteriores e futuro Chanceler do governo Dilma Roussef, a III Conferência Brasileiros no Mundo, que reúne todos os anos no Palácio do Itamaraty, no Rio de Janeiro, brasileiros residentes fora do Brasil para discutir a situação da diáspora brasileira espalhada pelo mundo. A Conferência deste ano marca a posse dos representantes comunitários eleitos, que farão o intercâmbio entre o governo brasileiro e os cidadãos que residem fora do País.

Os representantes foram escolhidos pelos brasileiros no Exterior por uma votação realizada em outubro passado através da internet (ver box). Dezesseis nomes foram escolhidos, oriundos de diferentes partes do mundo. Da América do Norte, foram eleitos Silar Almeida, Fausto da Rocha, Ronney Oliveira e Ester Sanchez. Os novos representantes não receberão salário e nem terão cargos oficiais efetivos, mas serão credenciados pelo Itamaraty como interlocutores oficiais das suas respectivas comunidades com o poder público.

Diversas autoridades e diplomatas estiveram presentes na cerimônia de abertura, entre eles o Embaixador Eduardo Gradilone, Subsecretário-Geral das Comunidades Brasileiras no Exerior, e os Embaixadores Oto Agripino Maia e Jerônimo Moscardo, ex-titulares da SGEB e FUNAG e co-presidentes da I e II Conferências Brasileiros no Mundo. Além destes, estavam também o Embaixador Affonso Massot (Embaixador Extraordinário para Assuntos Migratórios), os Embaixadores titulares dos consulados brasileiros em Miami e Chicago, respectivamente Embaixador Luiz Augusto de Araújo Castro e João Almino, e ainda o Embaixador brasileiro em Washington, Mauro Vieira.
A Conferência acontece nos dias 2 e 3 de dezembro, e neste primeiro dia de abertura as discussões estiveram voltadas para a apresentação de relatórios contendo algumas das realizações do MRE com respeito às reivindicações das comunidades brasileras no Exterior, com debates e sessões plenárias apresentando as contas do Governo sobre reivindicações específicas contidas na Ata Consolidada, documento redigido como resultante das discussões realizadas nas Conferências anteriores.

Para o segundo dia, nesta sexta, ficou reservada a cerimônia oficial que dará posse aos representantes comunitários eleitos, com a presença confirmada do Presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Mais de 18.500 votos pela Internet

A participação durante o processo eleitoral para a escolha dos 16 integrantes do Conselho de Representantes de Brasileiros no Exterior surpreendeu até o Itamaraty. Para o Embaixador Eduardo Gradilone, os mais de 18.500 votos válidos confirmaram o interesse da comunidade: “Foi um número expressivo e acima do esperado”, admitiu o diplomata. Dentre os 298 candidatos que concorreram aos cargos, 50 deles se registram aqui na região da América do Norte/Caribe.

Apesar de toda a transparência, o processo recebeu críticas com relação às condições de segurança do sistema de votação. O Itamaraty recebeu denúncias de fraude, inclusive sobre o uso indevido de números de passaporte e de CPF para o voto em determinados candidatos. Gradilone, porém, rebateu as acusações e confirmou que o resultado é legítimo. “Se houve um ou outro problema isolado isso certamente não influiu na composição do Conselho. O nível de segurança foi a nossa maior preocupação neste pleito e percebemos que os eleitos são pessoas com forte presença nas comunidades em que estão inseridos”, afirmou o Embaixador.

Por Jorge Moreira Nunes