Coronavírus: CDC abre posto de prevenção e atendimento no Miami International Airport

Flórida ainda não tem nenhum caso da doença; governo brasileiro confirma primeira suspeita em MG

0
1852
MIA International Airport em alerta devido ao coronavírus (Foto Reprodução Local10News)

O Miami International Airport vai ganhar um posto do Centers for Disease Control and Prevention (CDC) para conter o avanço do coronavírus no País. Até o momento, cinco casos de coronavírus foram identificados nos EUA; nenhum na Flórida. 

No posto, serão avaliados pacientes com suspeita da doença, bem como encaminhados para exames e tratamento por profissionais treinados. O posto vai também atender possíveis pacientes vindos de portos e aeroportos da Flórida, Alabama e Mississippi. 

Nesta terça-feira (28), o governo brasileiro confirmou que uma paciente internada no hospital Eduardo de Menezes, em Belo Horizonte, tem suspeita de estar com a doença. A jovem de 22 anos retornou há poucos dias da China, onde mais de 100 pessoas já morreram vítimas do vírus. 

De acordo com o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, as autoridades de saúde do Brasil estão preparadas para evitar que o vírus se espalhe. 

“O que muda é o grau de vigilância nessa fase. Aumenta a nossa vigilância de portos e aeroportos, triagem de pacientes, o uso de determinado equipamentos de proteção, mas o nosso foco principal nesta fase é a vigilância”, disse Mandetta, em entrevista coletiva para falar sobre as medidas tomadas pelo governo para evitar a entrada do vírus no país.

“Nessa fase a gente tem um olhar com muito mais atenção para dentro do país, para identificar se o vírus está circulando em território nacional, e outro [olhar] muito presente em informações técnicas e científicas a respeito do comportamento do vírus”, disse Mandetta.