Cruz Vermelha resgata mais de 120 migrantes no Mediterrâneo

Número de migrantes salvos em quatro dias chega a 448; neste ano, mais de 2.600 pessoas morreram na travessiaa

0
1027
Mais de 120 refugiados foram resgatados. Foto AP
Mais de 120 refugiados foram resgatados. Foto AP

DA REDAÇÃO – Mais de 120 migrantes foram resgatados na noite passada de embarcações frágeis e abarrotadas que estavam à deriva no Mediterrâneo, informou nesta quinta-feira (11) a Federação Internacional das Sociedades da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho (FICV).

O resgate foi realizado na embarcação com a qual a Cruz Vermelha Italiana realiza sua própria operação para salvar as vidas dos que embarcam no norte da Líbia e zarpam através do Mediterrâneo central em direção à Itália.

Com a operação desta madrugada no Mediterrâneo, sobe para 448 o número de migrantes salvos em quatro dias, desde que começou esta operação humanitária, realizada com o financiamento da FICV e da organização Migrant Offshore Aid Station.

O Mediterrâneo central se transformou na rota migratória mais perigosa do mundo e na qual morreram desde que começou o ano mais de 2.600 pessoas.

No plano de salvamento da Cruz Vermelha participam também voluntários que prestam primeiros socorros e fornecem alimentos, roupa seca, cobertores e artigos de higiene pessoal aos imigrantes, a maioria dos quais provenientes de países africanos.