Cuidadoras de idosa são acusadas de furtar mais de $2 milhões em dinheiro e joias

Caso aconteceu em Fort Lauderdale; idosa tinha problemas de demência e filha que morava em New Jersey demorou cinco meses para saber que a mãe havia falecido

0
3636
Angella Morrison e AnnaKay são acusadas de furtar mais de $2 milhões de idosa
Angella Morrison e AnnaKay são acusadas de furtar mais de $2 milhões de idosa

Duas cuidadoras de uma idosa em Fort Lauderdale foram presas acusadas de furtar $1.4 milhão em dinheiro e mais de $1 milhão em joias de Florence Kaufman Weiner, de 78 anos, que tinha demência e faleceu em março de 2016.

De acordo com a polícia de Fort Lauderdale, o caso se arrastou por dois anos e Angela Morrison, de 54 anos e Anna Kay Johnson, de 29 anos, foram presas no dia 7 de março com acusações de exploração financeira de uma pessoa idosa ou de um adulto deficiente; múltiplas contagens de propriedade roubada e por penhorar as joias.

Florence trabalhava como designer de joias na juventude e foi diagnosticada com demência em 2013, quando as cuidadoras foram contratadas com salário de $15 a hora. Elas tinham acesso a senhas, cartões e informações confidenciais da idosa.

O curioso nesta história é que a filha da idosa, Tina Kaufman, que vive em New Jersey, só ficou sabendo da morte da mãe cinco meses depois, quando o condomínio em que a senhora viva contatou Tina porque o condomínio estava atrasado.

Tina, então, abriu um processo contra as cuidadoras e fez as acusações. Ela não informou porque passou tanto tempo sem procurar saber sobre a mãe.

As acusadas pagaram fiança e respondem ao processo em liberdade.