Definidas quartas de final do Paulistão

0
1908

Após quase três meses de partidas desinteressantes, finalmente o Campeonato Paulista entra em sua fase decisiva, o chamado mata mata. São quatro chaves com oito equipes que disputam duas partidas – o time de pior campanha recebe o adversário enquanto o de melhor campanha decide em casa, diante de sua torcida.

Ao meu ver, é uma vantagem relativa, pois basta uma má partida, um erro de arbitragem ou alguma expulsão para mudar o rumo da série. O regulamento é mesmo esdrúxulo, pois nem sempre premia os times com melhor campanha. Em 2017, o Palmeiras foi líder geral do Paulistão, porém, fez uma má apresentação diante da Ponte Preta no primeiro jogo da semifinal, tomou 3 a 0, e acabou sendo eliminado, mesmo tendo vencido em seu estádio pelo placar de 1 a 0. Como o regulamento prevê acúmulo de pontos mesmo nas fases de mata mata, acho que a diferença de gols nos embates diretos não deveria prevalecer, mas, sim, a pontuação geral.

Este ano, a vítima foi a Ponte Preta. A equipe de Campinas somou 19 pontos e está fora das fases decisivas simplesmente por ter caído no Grupo A em que se classificaram Red Bull Brasil, com 27 pontos (a melhor campanha na fase de grupos) e o Santos com 23 pontos. Ficou à frente da Ferroviária, segunda colocada do Grupo C, que obteve 18 pontos, e dos dois classificados do Grupo D: Ituano e São Paulo, que se classificaram com 17 e 15 pontos respectivamente.

Agora, porém, não adianta chorar o leite derramado. Os clubes concordaram com o regulamento e cabe a eles aceitar o resultado, mesmo com essas imperfeições, que somente ocorrem porque times do mesmo grupo não se enfrentam na primeira fase e jogam apenas com os adversários dos outros grupos.

Chaves das quartas de final do Paulistão:

Dias

Locais

Adversários

Horário Miami

23/03

Estádio Jorge Ismael de Biasi

Novorizontino x Palmeiras

4:00PM

23/03

Estádio do Pacaembu

Santos x Red Bul Brasil

6:30PM

24/03

Estádio do Morumbi

São Paulo x Ituano

3:00Pm

24/03

Estádio da Fonte Luminosa

Ferroviária x Corinthians

6:00PM

26/03

Estádio do Pacaembu

Palmeiras x Novorizontino

8:00PM

26/03

Estádio Moisés Lucarelli

Red Bull Brasil x Santos

7:00PM

27/03

Estádio Itaquerão

Corinthians x Ferroviária

8:30PM

27/03

Estádio Novelli Junior

Ituano x São Paulo

6:15PM

Favoritos para ir às semifinais

Duas séries são imprevisíveis. Red Bull Brasil x Santos. A equipe de Campinas, dirigida por Antonio Carlos Zago, zagueiro que fez história no São Paulo, Palmeiras, no futebol italiano e na Seleção Brasileira, vem mostrando um futebol vistoso, bem jogado e efetivo. Não é à toa que obteve o maior número de pontos entre todos participantes (27), credenciando-se a decidir o título em sua casa, diante de sua (minúscula) torcida, caso chegue à final. Embora isto pode mudar no decorrer dos mata matas porque os pontos obtidos somam-se àqueles conquistados na primeira fase, conforme detalhamos anteriormente. Do outro lado, o Santos seduziu torcedores e analistas com um futebol ofensivo, que ataca incessantemente. Apesar do encantamento, o Alvinegro praiano, comandado por Jorge Sampaoli, sofreu duas goleadas: 5 a 1 para o Ituano e 4 a 0 para o Botafogo, na última rodada. Por ser dono da terceira melhor campanha, com 23 pontos ganhos, o Peixe pode surpreender seu adversário.

Outra série onde não desponta favorito é aquela que reúne Ituano e São Paulo. As duas equipes foram as que menos pontuaram entre as quadrifinalistas. Portanto, o nivelamento é para baixo. O Tricolor do Morumbi vem sendo a grande decepção até agora e já pode ser considerado a quarta força do futebol paulista, tanto que foi derrotado pelos outros três grandes na primeira fase. Vai para a decisão na condição de zebra, porém, a força da camisa e o apoio da torcida pode fazer a diferença.

No Grupo B, o favoritismo do Palmeiras é flagrante. A equipe sofreu apenas uma derrota em mais de 30 jogos e é a defesa menos vazada do certame, tomando apenas cinco gols. A segurança defensiva das equipas montadas por Felipão é marca registrada do Verdão, que dispõe de um elenco grande e qualificado, permitindo a manutenção do nível independente de quem esteja em campo. O Novorizontino tentará surpreender o Palmeiras no primeiro jogo em Novo Horizonte para depois tentar um empate no Allianz Parque. Missão difícil.

Finalmente, no Grupo C, o Corinthians está na mesma situação de seu arquirrival. Depois de um início titubeante, sobretudo no sistema defensivo, o técnico Fabio Carille parece ter achado o time ideal e, de quebra, ainda recuperou Danilo Avelar, que estava com a confiança abalada após ser muito cobrado pelos torcedores. A Ferroviária parece ter chegado ao seu limite e ficará contente em ter participado desta fase. Só mesmo uma zebra eliminaria o Timão de avanças para as semifinais.

São Bento de Sorocaba e São Caetano, que já decidiu Copa Libertadores da América, são os dois rebaixados para o A2 do Campeonato Paulista por terem feito as piores campanhas entre os 16 participantes. Os dois melhores classificados da A2 disputarão a divisão principal do Paulistão. Se o torneio terminasse hoje, estariam classificados Água Santa de Diadema e Portuguesa Santista de Santos.

Cariocão

O Campeonato Carioca está na penúltima rodada da fase de classificação da Taça Rio, que termina neste final de semana. No meio de semana, serão disputadas, em jogo único, as duas semifinais da competição. Os dois vencedores decidirão o título no domingo, 31 de março. No Grupo B, Fluminense e Vas da Gama lideram, enquanto no Grupo C os melhores classificados são Bangu e Flamengo. O vencedor da Taça Rio se juntará ao Vasco da Gama, ganhador da Taça Guanabara, e aos melhores classificados por campanhas para decidir quem será o campeão carioca de 2019. Até agora, a grande decepção entre os grandes tem sido o Botafogo. Vamos aguardar.

Campeonato Mineiro

A última rodada do Campeonato Mineiro serviu apenas para ratificar os oito classificados para as quartas de final do certame e definir os dois clubes rebaixados para o Módulo A: Guarani de Divinópolis e Tupi de Juiz de Fora. Atlético Mineiro, Cruzeiro, América e Boa Esporte foram os melhores na primeira fase do Mineirão, por isto decidem as vagas em casa, diante de seus torcedores.

A fórmula é bem parecida à dos paulistas, no entanto, a decisão é em partida única, tanto nas quartas de final como nas semifinais.

Nas semifinais, o time de melhor campanha pega o pior classificado, enquanto os de segunda e terceira campanhas se enfrentam na outra chave. Os vencedores farão as finais em duas partidas.

Chaves das quartas de final do Mineiro:

Dias

Locais

Adversários

Horário Miami

23/03

Estádio do Mineirão

Cruzeiro x Patrocinense

6:00PM

24/03

Varginha

Boa Esporte x Tombense

8:00PM

24/03

Estádio do Mineirão

Atlético x Tupynambás

3:00Pm

25/03

Estádio da Independência

América x Caldense

7:00PM

 

Grêmio e Internacional passeiam no Gauchão

Como era de se esperar a dupla Gre-Nal não teve nenhum problema para se classificar. Além deles, Caxias e São Luiz foram os quatro que fizeram melhores campanhas. Por isto, eles têm o privilégio de decidir as vagas em casa. Os dois rebaixados para a Série A2 foram Avenida de Santa Cruz e Veranópolis.

A fórmula do Gauchão é idêntica à dos paulistas, com decisão em duas partidas, tanto nas quartas de final como nas semifinais.

Nas semifinais, o time de melhor campanha pega o pior classificado, enquanto os de segunda e terceira campanhas se enfrentam na outra chave. Os vencedores farão as finais em duas partidas.

Chaves das quartas de final do Gauchão:

Dias

Locais

Adversários

Horário Miami

23/03

Estádio do Vale

Novo Hamburgo x Internacional

6:00PM

23/03

Estádio Passo da Areia

São José x São Luiz

8:00PM

24/03

Estádio Alfredo Jaconi

Juventude x Grêmio

3:00Pm

24/03

Estádio Cristo Rei

Aimoré x Caxias

6:00PM

27/03

Estádio 19 de Outubro

São Luiz x São José

6:15PM

27/03

Estádio Beira Rio

Internacional x Novo Hamburgo

8:30PM

28/03

Arena do Grêmio

Grêmio x Juventude

6:15PM

28/03

Estádio Centenário

Caxias x Aimoré

8:30PM

 

Gestora da Arena Palmeiras quer operar Maracanã e projeta parceria com clubes

Um consórcio composto por três empresas protocolou na quinta-feira (21) interesse junto ao Governo do Estado do Rio de Janeiro para assumir de forma emergencial a operação do Maracanã. O governador Wilson Witzel anunciou nesta semana a retomada do estádio que estava sob concessão da Odebrecht.

A proposta desse consórcio, que tem entre os participantes a Bravo Live, empresa que faz a gestão do Allianz Parque, é em caráter emergencial, ou seja, para assumir a operação pelos próximos 180 dias. Um dos argumentos é de que a arena seria a mais eficiente do país.

As outras duas empresas que completam o consórcio são a Time for Fun, empresa com amplo portfólio na área de entretenimento e responsável pela realização de diversos espetáculos de grande porte no país, e a Golden Goal, que já operou o Maracanã em parceria com clubes (Flamengo e Fluminense) anteriormente.

No documento protocolado, o consórcio deixa claro que pretende atuar também em parceria com os clubes para elaborar um modelo administrativo. O governo vem recebendo para conversas todos os envolvidos na questão do estádio. Já houve encontros com as diretorias de Flamengo, Vasco e Fluminense.

Apesar dos aplausos dos clubes à decisão de Witzel, é bom eles ficarem cientes de que a Construtora Odebrecht teve prejuízo acumulado de R$ 247 milhões desde a reinauguração do estádio em 2013, em tempo para a Copa das Confederações. Não estão disponíveis apenas os dados referentes a 2018, pois o balanço financeiro do Complexo Maracanã Entretenimento S/A tem previsão de publicação no mês de abril.

O dinheiro perdido com o Maracanã era um dos motivos para a Odebrecht querer se livrar da concessão que assinou há seis anos. A princípio, a empreiteira poderia demolir equipamentos esportivos no entorno do estádio para construir empreendimentos mais rentáveis. Impedida de fazê-lo pelo então governador Sérgio Cabral, pressionado por manifestações populares em meados de 2013, a companhia alegou desde aquele momento que a concessão estava desequilibrada.

Paquetá assume a camisa 10 da Seleção

Na ausência de Neymar, em recuperação de uma fratura no pé, Lucas Paquetá usará a camisa 10 da seleção brasileira nos duelos contra Panamá e República Tcheca. A CBF divulgou na quinta-feira (21) a numeração para os amistosos deste mês, e David Neres, novato na lista, ficará com a 7. O lateral-esquerdo Alex Telles ganhará a 6.

Paquetá já tinha defendido a Seleção, nos amistosos contra El Salvador e EUA em setembro, e usou a 17 na ocasião. Arthur, que usou a 15 e a 5 nas convocações anteriores, passará a usar a 8 diante da ausência de Renato Augusto. O Brasil encara o Panamá no sábado (23) no Estádio do Dragão, em Porto, e na terça-feira (26) vai a Praga encarar a República Tcheca.

Local: estádio do Dragão, no Porto

Data e horário: sábado, às 1:00PM

Provável escalação: Ederson, Fagner, Militão, Miranda e Alex Telles; Casemiro; Arthur, Paquetá, Coutinho e Richarlison; Firmino. Técnico: Tite

Reservas: Ederson, Weverton, Danilo, Marquinhos, Thiago Silva, Alex Sandro, Fabinho, Allan, Felipe Anderson, Everton, David Neres e Gabriel Jesus

Arbitragem: João Pinheiro, auxiliado por Bruno Rodrigues e Álvaro Mesquita (todos de Portugal)

O objetivo do técnico Tite é observar jovens valores que estão sendo incorporados à Seleção Brasileira e podem ser convocados para disputar a Copa América, marcada para o meio do ano no Brasil. Teste de fogo para Tite, pois um fracasso em casa pode determinar sua saída do comando técnico da equipe.