Demitida, grávida processa Chipotle e ganha meio milhão de dólares

Para a Justiça, Doris foi vitima de discriminação por gravidez e apta a receber indenização

0
4344
Ex-funcionária da rede de fast food mexicano Chipotle ganhou $550 mil
Ex-funcionária da rede de fast food mexicano Chipotle ganhou $550 mil

Uma ex-funcionária da rede de fast food mexicano Chipotle ganhou um processo movido contra a empresa e foi indenizada em $550 mil, informa a rede de TV americana CNBC. O caso aconteceu e foi julgado em Washington D.C. A Justiça americana entendeu que a funcionária Doris Garcia Hernandez, de ascendência latina, foi discriminada por seu gerente por estar grávida.

De acordo com dados do processo, Doris informou a seu supervisor que estava grávida e, após isso, teve acesso a água e intervalos para ir ao banheiro restritos e permissão negada para ir ao médico fazer exames pré-natais. A funcionária acabou sendo demitida quando foi a uma consulta sem a permissão do gerente.

Para a Justiça, Doris foi vitima de discriminação por gravidez e apta a receber indenização. “Nós estamos gratos por lutar pelos direitos de nossa cliente e espalhar a mensagem de que práticas como essa são intoleráveis”, disseram os advogados da ex-funcionária. Representantes da rede Chipotle não comentaram a sentença.