Democratas e Republicanos fecham acordo de $900 bilhões para nova rodada de ajuda econômica

Montante prevê pagamentos de cheques-estímulo de $600 em uma única vez para indivíduos adultos e auxílio federal de $300 durante 13 semanas aos desempregados

0
998
Pacote é o meio-termo das propostas Democrata de $ 2,4 trilhões e Republicanas de $ 500 bilhões. (Foto: Pixabay)
Estado vai desembolsar $12 bilhões (foto: Pixabay)

Congressistas dos dois partidos selaram um acordo sobre o novo pacote de ajuda econômica à população afetada pela pandemia de covid-19 na noite deste domingo (20).

“Finalmente, temos o avanço bipartidário que o país precisava”, disse o líder da maioria republicana no Senado, Mitch McConnell. Este será o segundo maior pacote de estímulos da história dos EUA. O primeiro foi o aprovado em março deste ano também no contexto da pandemia de covid-19.

O montante de $900 bilhões será anexado ao projeto de lei orçamentária para 2021 de $1,4 trilhão.

Os elementos centrais do acordo preveem: cheque-estímulo de $600 pago em uma única vez para indivíduos adultos; bônus federal de $300 pagos durante 13 semanas aos desempregados; $ 12 bilhões para pequenos negócios e $15 bilhões para instituições culturais; $82 bilhões para universidade e escolas k-12 e $10 bilhões para creches; $ 48 bilhões para compra e distribuição de vacinas; entre outras áreas.

O pacote é o meio-termo das propostas Democrata de $ 2,4 trilhões e Republicana de $ 500 bilhões.

A previsão é de que o pacote seja votado no plenário das duas Casas legislativas nesta segunda (21) e siga em caráter de urgência para sanção do presidente Donald Trump.