DeSantis propõe multa a empresas que banirem políticos das redes sociais

Governador criticou o cancelamento das contas do Twitter e Facebook do ex-presidente Donald Trump e apresentou projeto de lei que prevê multa de $100 mil por dia no caso de suspensão dos perfis e contas de candidatos a cargos eletivos do estado

0
918
DeSantis criticou o que ele chamou de
DeSantis criticou o que ele chamou de "monopólio” das plataformas de comunicação (foto: flickr)

“Hoje eles podem vir atrás de alguém que se pareça comigo. Amanhã, eles virão atrás de alguém que se pareça com você”, alertou o governador Ron DeSantis após fazer várias críticas às empresas de tecnologia da comunicação.

Dirigindo-se a repórteres no Capitólio estadual, o Republicano acusou nesta terça-feira (2) o “monopólio das plataformas de comunicação” de “monitorar e controlar” os habitantes do estado.

Na ocasião, DeSantis apresentou uma nova legislação destinada a proteger a privacidade dos usuários das redes sociais e combater a censura.

Em tom combativo, ele criticou o cancelamento das contas do Twitter e Facebook do ex-presidente Donald Trump suspensas nos últimos dias de seu mandato devido às constantes denúncias infundadas de fraudes nas eleições presidenciais.

“A história do Hunter Biden era verdadeira. Os meios de comunicação corporativos típicos optaram por ignorá-lo. Eles queriam derrotar Trump”, disse o governador.

Entre as mudanças que a legislação anunciada propõe estão: evitar que as plataformas mudem rapidamente de padrões; exigir notificação sempre que houver alteração dos termos de serviços; permitir que as pessoas optem por algoritmos de conteúdo; multa de $100 mil por dia no caso de suspensão dos perfis e contas de candidatos a cargos eletivos do estado.

“Com o passar dos anos, essas plataformas passaram de neutras para tornarem-se executores de narrativas preferidas. Consequentemente, têm desempenhado um papel cada vez mais decisivo nas eleições e têm impactado negativamente os americanos que discordam das ortodoxias favorecidas pelo cartel Big Tech”, afirmou o político.

A legislação do governador deverá ser apresentada ao Congresso estadual como um projeto de lei do House Commerce.