Detento tenta fugir da cadeia vestido de mulher no Rio de Janeiro

Caso ganhou as manchetes dos jornais do Brasil e do mundo; Clauvino Silva foi encontrado morto no dia seguinte

0
1534
Clauvino da Silva tentou enganar os carcereiros vestido de mulher (Foto Divulgação Polícia)

O detento Clauvino da Silva tentou fugir da cadeia no último sábado (3) vestido de mulher e as imagens ganharam repercussão na imprensa do mundo todo. Clauvino, preso por tráfico de drogas, foi colocado no isolamento na penitenciária de segurança máxima Laércio da Costa Pelegrino, conhecida como Bangu 1, no Complexo de Gericinó, na Zona Oeste do Rio.

Clauvino foi flagrado por agentes penitenciários tentando fugir no fim da visita do último sábado. O preso colocou uma máscara com peruca, roupas femininas e óculos de grau para se disfarçar de mulher. A intenção do criminoso, segundo informações da Secretaria de Administração Penitenciária (Seap), era deixar a unidade se passando pela filha, Ana Gabriele Leandro da Silva, de 19 anos, única visitante do pai nesse sábado.

Os visitantes, ao entrarem na unidade prisional, deixam na portaria sua carteirinha de visitação. O documento é devolvido na saída. Clauvino foi abordado na portaria, onde pegaria a carteira da filha. A jovem permanecia dentro da unidade. Os agentes penitenciários acreditam que após a fuga do pai, Ana Gabriele tentaria deixar a cadeia alegando que seu documento havia desaparecido.

Encontrado morto

O detento foi encontrado morto na cela onde estava preso na manhã de terça-feira (6). De acordo com a Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap), Clauvino teria se enforcado com um lençou. Uma sindicância foi instaurada para apurar os fatos.

Também conhecido como Baixinho, Clauvino estava preso na galeria B7 de Bangu 3, que abriga os chefes da maior facção criminosa do Rio. Ele já foi condenado a 73 anos e 10 meses de prisão. O criminoso já tinha, em seu histórico, uma outra fuga. Clauvino foi um dos 31 presos que fugiram pelo esgoto do Instituto Penal Vicente Piragibe, no Complexo de Gericinó, em fevereiro de 2013. (Com informações do Extra)