Dois brasileiros são presos pelo ICE em Pompano Beach

Esposa, que é cidadã americana, acredita que marido foi alvo de denúncia; amigos vão realizar evento beneficente neste domingo (22)

0
17281
Rodrigo foi preso junto com um amigo em Pompano Beach
Rodrigo foi preso junto com um amigo em Pompano Beach

Os brasileiros Rodrigo Pinheiro Aby Aly e Renato Torres estavam no carro indo para casa depois de uma partida de futebol, quando foram parados por agentes do U.S. Immigration and Customs Enforcement (ICE) na região da 15th Avenue, em Pompano Beach.

Os agentes pediram os documentos dos brasileiros que não têm driver license e foram levados em custódia pelo ICE.

De acordo com informações da esposa de Rodrigo, Albamar Aby Aly, em entrevista ao AcheiUSA, muito provavelmente os agentes já estavam investigando os passos do marido e ela acredita que ele foi alvo de denúncia. “Não tenho como provar, mas acredito que alguém o denunciou. O amigo dele não tinha nada a ver com a história e foi levado também”, disse Alba. Ela acrescenta que o agente da imigração que prendeu os dois é brasileiro.

Ela relata, sem dar muitos detalhes, que o marido – com quem é casada desde 2010 – foi preso em 2012 em Massachusetts acusado de ser cúmplice de um conterrâneo da mesma cidade em um crime no Brasil, mas ele foi absolvido das acusações e o caso foi encerrado. “Ele era amigo desse brasileiro que cometeu um crime e acabou entrando de gaiato na história. Mas, na época, a juíza deu o caso por encerrado porque conseguimos provar que ele era inocente. Ele é provedor da minha casa, tenho três filhos que o têm como um pai, na época, a juíza entendeu isso e o libertou”, relatou Alba. “Desta vez, só pode ser alguém que o denunciou por estar ilegal”.

Alba é cidadã americana, mas não conseguiu legalizar o marido porque, na época da prisão em 2012, ele teve o passaporte confiscado pela Justiça e não conseguiu reaver o documento. Sem o passaporte, não é possível dar entrada no pedido de waiver (perdão para quem entra nos EUA pela fronteira com o México).

“De que serve minha cidadania se eu não posso manter minha família unida”, questiona a esposa de Rodrigo.

Ele está preso no Glades County Detention Center em Fort Myers, Flórida, e um advogado já está cuidando do caso. Não há informações sobre a situação do outro brasileiro detido.

Evento beneficiente

Para arrecadar dinheiro para pagar as despesas com advogado, Alba e amigos estão organizando um evento no domingo (22) na casa do casal (625 NW 38 CT, Pompano Beach, 33064). Serão vendidos caldos de sabores variados e também vai acontecer um campeonato de truco.  Alba informou que uma página no GoFundMe está sendo criada e que um bingo também será realizado em breve.