Dólar fecha abaixo de R$ 3,50, menor valor em mais de 7 meses

Banco Central intensificou atuação para frear a quedas, mas com poucos efeitos

0
1841
Trata-se do maior patamar de fechamento desde o dia 15 de maio, quando chegou a R$ 5,83
Trata-se do maior patamar de fechamento desde o dia 15 de maio, quando chegou a R$ 5,83

O dólar fechou a segunda-feira (11), abaixo de R$ 3,50, na menor cotação desde agosto do ano passado, mesmo após rara atuação tripla do Banco Central para sustentar as cotações. Segundo economistas, a queda reflete a euforia do mercado com a possibilidade de impeachment da presidente Dilma Rousseff, destaca a agência Reuters.

A moeda americana recuou 2,83%, a R$ 3,4946, menor cotação de fechamento desde 20 de agosto passado (R$ 3,4596) e maior queda diária desde 24 de setembro de 2015 (-3,73%).

A última vez que o dólar tinha fechado abaixo de R$ 3,50 foi no dia 21 de agosto de 2015, quando terminou o pregão a R$ 3,496.

Em apenas duas sessões, a queda acumulada do dólar foi de 5,39%. No mês de abril, o dólar acumula queda de 2,83%. No ano, a divisa já recuou 11,5%.

“A semana promete trazer grandes emoções”, resumiu o operador da corretora Correparti Ricardo Gomes da Silva à Reuters, citando a votação do parecer sobre o impeachment e, possivelmente, a apreciação do tema no plenário da Câmara no fim da semana.

Diante da forte queda do dólar sobre o real, o BC intensificou sua atuação no mercado, mas com poucos efeitos.