Estados Unidos Geral Manchete

Donald Trump pagou $0 em imposto de renda nos anos 2015, 2016, 2017 e 2020

Declarações fiscais do ex-presidente e da ex-primeira-dama apontam perdas financeiras milionárias, mesmo no período em que Trump era presidente

O ex-presidente Donald Trump (foto: Wikimedia)

Apesar de ter recebido quase onze milhões de dólares em juros de investimentos, além de seu salário mensal de quase $ 400 mil, Donald Trump não pagou imposto de renda em seu último ano na presidência dos Estados Unidos; revelou um relatório do Comitê Conjunto de Tributação divulgado na segunda-feira (20). O documento foi publicado na internet após uma comissão de deputados controlada pelo Partido Democrata votar para tornar públicas as declarações de renda de Trump e suas empresas, nos anos fiscais 2015 a 2020.

Além de 2020, Trump também não contribuiu nos anos 2015, 2016, 2017, apontaram os analistas. Em vez disso, ele e sua esposa Melania Trump declararam perdas financeiras milionárias.

Em 2018, entretanto, a situação do Republicano teria melhorado e ele reportou ganhos de $ 24,3 milhões em receita bruta, e foi taxado em $ 1,1 milhão em impostos federais. No ano seguinte, o penúltimo do seu mandato presidencial, o faturamento anual caiu drasticamente para $4,4 milhões, o que gerou um débito de $ 133,4 mil em impostos junto ao IRS. Em 2020, ano da pandemia de covid-19, Trump relatou prejuízos de $ 16 milhões em seus negócios imobiliários e teria ficado com o saldo negativo. Mais uma vez, o custo com imposto de renda foi $0.

“Trump não pagou nada em impostos por anos e anos. Como ele faz aquilo? Através de perdas. Usando as perdas como um dispositivo de proteção”, disse Steve Rosenthal, analista tributário do Urban-Brookings Tax Policy Center, em entrevista ao jornal The Financial Times.

Goldburd McCone, advogado tributarista com escritório em New York, tem outra visão. Ele disse que prejuízos do ex-presidente foram reais e não ‘refúgios fiscais’. “Foram prejuízos que estão sendo acumulados ano após ano. Se ele nunca sofresse essas perdas, não seria capaz de assumi-las”, declarou Goldburd.

Desde deixou a Casa Branca em janeiro de 2020, Trump tentou em todas as esferas da justiça impedir que as suas declarações de imposto de renda fossem tornadas públicas. O que não é usual para um presidente ou ex-presidente dos Estados Unidos. Diante desse recursa, adversários políticos do Partido Democrata começaram a sugerir que os motivos seriam “sonegação”, e questionar a sua capacidade de gerenciamento das próprias finanças.

Agora, o comitê da Câmara Federal vai abrir uma nova investigação para descobrir como Trump pode ter feito tantas doações durante os último anos em dinheiro vivo, só em 2019, teriam sido mais de $ 500 mil em ações de caridade.

Baixe nosso aplicativo