Elizabeth Holmes, ex-CEO da Theranos, será sentenciada em 26 de setembro

A ex-CEO da Theranos será sentenciada no final de setembro, de acordo com uma ordem do juiz federal que supervisiona seu caso

0
1512
Elizabeth Holmes e o marido Bill Evans, antes de ser condenada por fraude (Foto: Max Morse for TechCrunch)
Elizabeth Holmes e o marido Bill Evans, antes de ser condenada por fraude (Foto: Max Morse for TechCrunch)

O juiz distrital dos EUA Edward Davila definiu 26 de setembro como o dia em que a ex-estrela do Vale do Silício será punida após um júri a condenar em 3 de janeiro por quatro acusações relacionadas à fraude relacionadas ao colapso de sua ex-empresa de exames de sangue, Theranos.

A pena máxima possível que Elizabeth Holmes, de 37 anos, enfrenta é de 20 anos de prisão federal, de acordo com a forma como os juízes normalmente sentenciam os réus em casos semelhantes. Mas especialistas jurídicos dizem que Davila provavelmente dará uma punição muito menos severa. Ainda assim, dada a escala da fraude, na casa das centenas de milhões de dólares, os especialistas dizem que o longo tempo de prisão para ela não seria surpreendente.

“Eu ficaria totalmente chocado se ela não fosse condenada a alguma pena de prisão”, disse Amanda Kramer, ex-promotora federal que agora atua como advogada de defesa de colarinho branco.

Kramer disse que o juiz considerará o valor da perda dos investidores, seu caráter e antecedentes, seus esforços de reabilitação e como a punição pode impedir que outros se envolvam em fraudes semelhantes.

Elizabeth Holmes permanecerá livre pelos oito meses que antecedem sua audiência de sentença sob uma fiança de $500.000 garantida por propriedade. Ela está vivendo em uma propriedade de $135 milhões no Vale do Silício com seu parceiro, Billy Evans, filho do magnata dos hotéis de San Diego, Bill Evans. O casal recentemente teve um filho.