Empresa oferece $200 mil para quem ceder rosto para linha de robôs que será lançada nos EUA

Robôs serão usados para atuar na área de atendimento ao cliente em hotéis, shoppings e restaurantes; único requisito é aparência "amigável"

0
4526
Nova linha de robôs foi encomendada por empresa dos EUA (foto: Promobot)

A companhia de robótica  Promobot, que tem sede na Rússia, está a procura de novos rostos para sua linha de robôs humanoides que será lançada em 2023 nos EUA. Em um comunicado publicado em seu website, a empresa anunciou uma compensação de $200 mil para quem ceder os direitos de uso da sua aparência facial de forma vitalícia à marca. As únicas exigências são que o candidato tenha mais de 18 anos e uma fisionomia “amigável”.  

“A Promobot está considerando pessoas de todos os sexos e raças, então suas chances parecem depender desta qualificação primária”, dizia o comunicado publicado no final da semana passada no site do projeto intitulado Humanoid Project.

Foram tantas as  candidaturas que nesta segunda-feira (29) a empresa congelou as inscrições ao atingir vinte mil registros. “Queremos agradecer a todos os participantes. Todos que não tiveram tempo de se inscrever, não se preocupem, teremos mais projetos no futuro”,  informou o novo comunicado.

Os robôs foram encomendados por uma empresa americana que trabalha com o atendimento ao público em hotéis, shoppings e restaurantes.  Segundo a companhia, há centenas de milhares de novos clientes aguardando avidamente os bots humanos para um projeto em grande escala, e os rostos usados precisam ser licenciados para evitar atrasos legais. 

No ano passado, o ator e ex-governador da Califórnia Arnold Schwarzenegger entrou com um processo contra a Promobot por ter criado um robô com expressões faciais parecidas com as dele.