Enfraquecido, furacão Joaquin pode atingir New York semana que vem

Meteorologistas afirmam que ele poderá fazer o mesmo caminho do furacão Sandy

0
1730

DA REDAÇÃO (com Reuters) – O furacão Joaquin pode atingir a área metropolitana de New York na forma de uma tempestade tropical na terça-feira (6), e ameaça seguir o caminho do devastador furacão Sandy de 2012, disseram meteorologistas na quinta-feira (1).

O Joaquin é um poderoso furacão de Categoria 3 com ventos máximos de 195 km/h e está localizado no oceano Atlântico perto das Bahamas, de acordo com relatório do National Hurricane Center (NHC).

A tempestade deve ganhar força e passar para a Categoria 4, com ventos chegando a 225 km/h, na sexta-feira (2), enquanto se volta para o norte rumo à costa leste dos EUA. A previsão é que Joaquin se enfraqueça ao longo dos próximos dias antes de chegar ao continente, possivelmente na condição de tempestade tropical, com ventos máximos de 112 km/h, na terça-feira, segundo o NHC.

O fenômeno pode se abater sobre a costa americana em qualquer ponto entre a Carolina do Norte e Massachusetts, mas o boletim de rastreamento mais atualizado do NHC mostra a tempestade atingindo a região metropolitana de Nova York. Essa região sedia a infraestrutura de energia da Baía da cidade que foi severamente danificada pelos alagamentos resultantes do furacão Sandy três anos atrás.

As empresas de energia dos EUA disseram ter aprendido as lições do Sandy e aproveitado os últimos três anos para “fortalecer” suas instalações de petróleo, gás natural e eletricidade para que suportem melhor outra tempestade.

A empresa de energia nova-iorquina Consolidated Edison, que fornece energia elétrica e gás para mais de três milhões de consumidores da cidade, afirmou que já investe há três anos em um plano de 2 bilhões de dólares de quatro anos de duração para proteger sua infraestrutura energética desde que o furacão Sandy causou pane na metrópole.

O Sandy, a pior tempestade da história da Con Edison, deixou cerca de um milhão de seus clientes sem energia, e a falta de luz durou um par de semanas nas áreas mais atingidas. Alguns consumidores de outras distribuidoras de energia ficaram sem luz muito mais tempo.