Estátuas de Cristóvão Colombo são depredadas em cidades dos EUA

Estátuas de líderes confederados também foram derrubadas por manifestantes e por autoridades em outros estados

0
884
Estátua de Cristóvão Colombo foi depredada (Foto: REUTERS/Brian Snyder)
Estátua de Cristóvão Colombo foi depredada (Foto: REUTERS/Brian Snyder)

Manifestantes em diversas cidades americanas estão derrubando e depredando estátuas do “descobridor da América” Cristóvão Colombo e de líderes dos estados confederados. Os protestos tiveram início após a morte de George Floyd pelas mãos da polícia no dia 25 de maio. 

Em Richmond, Virginia, um grupo derrubou a estátua de Colombo que ficava no parque Byrd. As pessoas enrolaram o monumento em uma bandeira, à qual atearam fogo, e o jogaram dentro de um lago.

Já em Boston, Massachusetts, uma estátua do navegador foi decapitada. A polícia local foi alertada da decapitação pouco depois da meia-noite, disse um porta-voz da polícia à agência France Presse. O caso está sendo investigado, e por hora não há suspeito, afirmou.

A mesma estátua já havia sido pichada antes e é alvo de crítica há anos. Ela fica em um pedestal no parque Cristóvão Colombo, no centro da cidade.

Cristóvão Colombo é considerado por muitos como um dos responsáveis pelo genocídio dos povos indígenas, e denunciado também por ter defendido a escravidão.

Confederados

Na Flórida, Virgínia, Tennessee, Alabama e no Kentucky, estátuas de líderes dos estados confederados foram retiradas por autoridades e vandalizadas em alguns locais. Algumas pessoas dizem que os tributos glorificam inapropriadamente as pessoas que lideraram uma rebelião que buscava defender a escravidão. Outros dizem que sua remoção equivale a apagar a história.

O governador da Virgínia, Ralph Northam, ordenou na semana passada a remoção de uma estátua icônica do general confederado Robert E. Lee

Na segunda-feira, um juiz emitiu uma liminar impedindo as autoridades de remover os monumentos pelos próximos 10 dias.

A Confederação reuniu 11 estados do Sul que se separaram dos Estados Unidos entre 1861 e 1865 porque defendiam um modelo econômico baseado na escravidão, ao contrário do que defendiam os estados do Norte. A batalha entre eles deu origem à Guerra Civil americana.

Os combates entre o Norte e o Sul deixaram 620 mil soldados mortos e destruíram a infraestrutura do sul do país. Com a Confederação derrotada, a escravidão foi abolida e os Estados Unidos voltaram a ser um só país. (Com informações da Reuters e AFP)