Estudante de Boca Raton reclama ter sido retirada da sala de aula por usar blusa “anti-Clinton”

Jovem estava vestindo camiseta com os dizeres ‘Hillary for Prison 2016” e causou grande comoção entre estudantes

0
3924
Maxine Yeakle se sentiu 'injustiçada' pelos colegas
Maxine Yeakle se sentiu 'injustiçada' pelos colegas

Quando Maxine Yeakle, de 18 anos, se vestiu para ir à escola na terça-feira (8) pela manhã, ela já imaginava que causaria polêmica por usar uma camiseta com os dizeres “Hillary for prison 2016”. Mas ela não pensou que teria que chamar o pai para buscá-la na escola, a Boca Raton High School, em Boca Raton (FL). As informações são do jornal Sunsentinel.

Logo que ela entrou na sala de aula, os estudantes começaram a chamá-la de racista por ser favorável ao republicano Donald Trump. Segundo Maxine, a professora tentou intervir, mas os alunos continuaram chamando a jovem de racista e falando sobre as eleições.

Na classe seguinte, Maxine foi até a diretoria que pediu que ela trocasse a camiseta, já que estava violando a política de uniformes da escola ou então “ela seria suspensa”. De acordo com a política da escola, os alunos não podem usar roupas que distraiam e chamem a atenção dos demais.

Para evitar a suspensão, a aluna decidiu chamar o pai para buscá-la. O pai não quis comentar a atitude da filha e se limitou a dizer que a apoia.

“Eu me senti humilhada, pois nunca fui suspensa ou violei o código de comportamento da escola. Não acho que a reação dos meus colegas foi justa”, reclamou a estudante ao jornal Sunsentinel.