EUA anunciam ajuda militar de mais $800 milhões à Ucrânia

Desde o início da guerra, Biden já mandou $2,6 bilhões ao país aliado

0
263
Joe Biden durante coletiva na Casa Branca (Foto ABC7 - Reprodução)

O presidente Joe Biden anunciou nesta quinta-feira (21) o envio de mais $800 milhões à Ucrânia para a compra de armamentos, drones e outros equipamentos militares. No total, os EUA já mandaram cerca de $2,6 bi ao país aliado, que foi invadido pela Rússia há mais de um mês.

“Estamos em uma fase importante desta guerra. Nós vamos continuar a ajudar a Ucrânia com os equipamentos militares que eles precisam”, disse Biden na Casa Branca. “Putin não vencerá mais na Ucrânia, ele nunca poderá ocupá-la completamente”, disse o democrata na Casa Branca após se reunir com o primeiro-ministro ucraniano, Denys Shmygal.  

O novo pacote de armas contra a ofensiva russa no leste do país conta com munição, artilharia pesada, drones, sistemas de longo alcance e mísseis antinavio.  

Segundo Biden, os Estados Unidos “nunca desistirão de lutar contra os tiranos” e os objetivos de seu país e de seus aliados são “impedir que Putin invada a Ucrânia e continue isolando-a”.  

Durante seu discurso, o líder americano questionou o anúncio feito pelo governo russo, que alegou ter conquistado Mariupol, cidade ucraniana considerada estratégica para Moscou.  

“É questionável se Rússia controla mesmo Mariupol. Sabemos que eles já fizeram afirmações que não eram verdadeiras. Ainda não há evidências de que Mariupol caiu totalmente”, declarou Biden.