Facebook entra na briga pela reforma imigratória

Empresa de Mark Zuckerberg e outros grupos devem gastar $10 milhões em publicidade a favor da causa imigrante nos Estados Unidos

0
1381

DA REDAÇÃO – A causa pela reforma integral do sistema imigratório americano vai ganhar um reforço de peso em 2016. O grupo de apoio Fwd.us, apoiado por Mark Zuckerberg, fundador e CEO do Facebook, vai redobrar esforços durante a campanha eleitoral de 2016.

A Fwd.us planeja lançar uma intensa campanha publicitária, na TV e nas mídias digitais durante o próximo ano, orçada em $10 milhões, informou o website noticioso Politico. A campanha inclui ainda pesquisas de opinião e enquetes. O grupo espera ampliar as operações para mais 12 estados, concentrando a atuação nas áreas de maior disputa pela presidência e com maior número de representantes Republicanos no Congresso.

A inciativa foi anunciada enquanto o pré-candidato Republicano Donald Trump — à frente nas pesquisas de intenção de voto para ser o indicado pelo Partido para a disputa – tem como bandeira de campanha a deportação em massa e a construção de um muro na fronteira entre México e EUA.

A Fwd.us vai combater a retórica antiimigrante que domina o debate nas primárias Republicanas, e lutar pela implementação de uma ampla reforma imigratória no início de 2017, logo depois que o próximo presidente tomar posse. O grupo foi formado em 2013, e inclui gigantes como Zuckerberg, Bill Gates, Reid Hoffman e Eric Schmidt, entre outros. Cerca de 75% de toda a verba de propaganda me apoio à causa imigratória gasta em 2013 e 2014 veio da FWD.us.

As primeiras sondagens da FWD.us indicam que o primeiro combate será contra o plano de Trump para deportações em massa.

Segundo uma pesquisa da Global Strategy Group, feita com 600 pessoas residentes de Colorado, Flórida e Nevada, os eleitores preferem um candidato que anteveja um caminho para a cidadania para os imigrantes indocumentados, em vez de deportá-los, na proporção de 74 a 18%. A pesquisa também revelou que 55% dos indecisos e 46% dos eleitores que se consideram “não muito conservadores”, opõem-se à “imposição de uma polícia estadual.”

A Fwd.us não será o único grupo pró-reforma imigratória trabalhando nas próximas eleições. Entidades como SEIU, AFL-CIO, Mi Familia Vota e o National Council de La Raza vão também atuar no sentido de estimular o registro de eleitores e mobilizar a opinião pública em estados com maior número de indecisos, como Nevada, Colorado, Flórida, Wisconsin e Illinois.