Facebook suspende conta de Trump até a posse de Biden no dia 20

Presidente também teve conta suspensa no Instagram e no Twitter; Mark Zuckerberg, CEO do Facebook, disse que os riscos de permitir que o presidente continue postando “são simplesmente grandes demais”

0
781
Mark Zuckerberg considera que manter as contas do presidente abertas traria risco de mais violência (FOTO: US Senate Committee on the Judiciary)

As duas redes sociais controladas por Mark Zuckerberg, Facebook e Instagram, suspenderam as contas do presidente Donald Trump depois dos acontecimentos de quarta-feira quando, incitados pelo presidente, manifestantes invadiram o Capitólio, em Washington, interrompendo a sessão do Congresso que certificou a vitória de Joe Biden nas eleições de novembro.

Com a suspensão, Trump fica impedindo de postar no Facebook e no Instagram até a posse do novo presidente, no dia 20 de janeiro. Antes, a suspensão tinha sido de 24 horas, mas Zuckerberg pessoalmente resolveu estender o impedimento até a posse de Biden. O CEO do Facebook disse que o risco de manter as contas ativas “é simplesmente muito grande. Julgamos que que os seus efeitos – e da mesma forma suas intenções – podem provocar mais violência.”

O Twitter bloqueou o presidente por 12 horas, demandando a retirada de três tuítes que violaram “normas severas da nossas políticas de Integridade Civil”. A direção da empresa disse em nota que a conta será mantida bloqueada até que os tuítes do Trump sejam retirados por ele. A nota diz ainda que “ulteriores violações das normas do Twitter resultarão na suspensão permanente da conta de @realDonaldTrump”.