Facebook vai pagar $550 milhões para encerrar ação judicial

Processo é referente à ferramenta de reconhecimento facial e foi movido por usuários da rede social em Illinois

0
794
A gigante tecnológica vem sendo bombardeada por usuários depois de sucessivos escândalos de uso indevido de dados (Foto: Pixabay)
A gigante tecnológica vem sendo bombardeada por usuários depois de sucessivos escândalos de uso indevido de dados (Foto: Pixabay)

O Facebook vai pagar $ 550 milhões para encerrar uma disputa judicial envolvendo a coleta e armazenamento ilegal de dados biométricos de milhões de usuários, sem consentimento. O processo começou em 2015, quando usuários do estado de Illinois acusaram em gigante das mídias sociais de violar a Lei de Privacidade de Informações Biométricas.

A ferramenta de reconhecimento facial, criada em 2010, identifica e sugere os nomes das pessoas que estão nas fotos publicadas pelos usuários, uma função que, de acordo com os demandantes, não cumpre a lei estadual de Illinois que protege a privacidade biométrica. O acordo foi firmado para interromper a contenda na Justiça, numa época em que as empresas de tecnologia vêm sendo bombardeadas por escândalos sobre o uso indevido das informações e dados dos usuários.

Neste caso específico, a disputa envolve “os usuários do Facebook localizados em Illinois, sobre os quais o Facebook criou e armazenou um ‘template’ de rostos depois de 7 de junho de 2011”, segundo o juiz que decidiu pela coletividade da ação em 2018. O acordo será agora confirmado pelo tribunal distrital para a divisão do dinheiro entre os demandantes.