FBI alerta para protestos de grupos armados pró-Trump em 50 estados

Agência de segurança informou que protestos armados podem acontecer entre os dias 16 de janeiro, próximo sábado, até a posse do presidente eleito Joe Biden, no dia 20 deste mês

0
321
Invasão ao Capitolio durante sessão que confirmou Biden como presidente na última semana (foto: Reuters/Shannon Stapleton)
Invasão ao Capitolio durante sessão de confirmação da vitória de Biden(foto: Shannon Stapleton/Reuters)

O FBI alertou que Washington D.C. e todas as 50 capitais poderão ter protestos armados entre os dias 16 de janeiro, próximo sábado, até a posse do presidente eleito Joe Biden, no dia 20 deste mês.

Em um boletim interno obtido pela CNN, a agência de segurança disse que recebeu informações de que grupos de apoiadores do presidente Donald Trump estariam “prontos para agir” caso o Congresso aprove a remoção do mandatário por meio da 25ª Emenda ou impeachment.

“Em 8 de janeiro, o FBI recebeu informações sobre um grupo identificado pedindo que outros se juntassem a eles na ‘invasão’ a tribunais e prédios administrativos federal, estaduais e municipais no caso de ‘POTUS’ [referência a Trump] ser removido do cargo de presidente antes do dia da posse. Este grupo está também planejando assaltar escritórios do governo, inclusive em D.C. e em todos os estados – independentemente de terem certificado votos eleitorais para Biden ou Trump – no dia 20 de janeiro “, acrescenta o boletim.

Diante das ameaças, a Guarda Nacional foi autorizada a enviar até 15 mil soldados a Washington e estados estão sendo alertados sobre possíveis manifestações violentas.

Na tarde desta segunda-feira (11), o presidente eleito Joe Biden disse em uma entrevista coletiva que não está com medo de participar de sua posse e voltou a pedir a responsabilização dos envolvidos na invasão ao Capitólio.

“Não tenho medo de fazer o juramento [da posse] nós estamos informados”, disse aos repórteres momentos depois de receber a 2º dose da vacina contra o coronavírus. “Eles têm que ser responsabilizados, acho que a maioria dos Democratas e dos Republicanos concorda com isso”, completou.

Mesmo diante da rejeição dos apoiadores de Donald Trump à derrota sofrida na eleição de novembro de 2020, o comitê de posse de Biden disse que o tema da cerimônia de 20 de janeiro será “América Unida”.

Ainda na noite desta segunda-feira (11) o secretário interino do Department of Homeland and Security (DHS), Chad Wolf, renunciou inesperadamente ao cargo. O DHS é o órgão responsável pela segurança da cerimônia de posse presidencial.