FBI faz buscas em clínica especializada em partos de estrangeiras em Hallandale Beach (FL)

Segundo agência, objetivo da clínica é oferecer serviço para mães de outros países terem seus bebês nos EUA

0
5960
FBI fez buscas em clínica em Hallandale
FBI fez buscas em clínica em Hallandale

Agentes do FBI fizeram uma busca e apreenderam computadores e documentos numa clínica especializada em partos para mães estrangeiras em Hallandale Beach (FL), na quarta-feira (22). De acordo com a Rede NBC Miami, os agentes foram até a Miami Mama LLC, localizando no 1250 E. Hallandale Beach Boulevard, “para cumprir um mandado de busca e apreensão”, mas não informaram a razão da ação.

A clínica oferece serviços para mães estrangeiras terem seus filhos nos Estados Unidos, para que dessa forma, as crianças obtenham a cidadania americana. O site da clínica informa que a clínica opera em Miami desde 2009 e é a primeira a oferecer serviços para “mulheres russas que queiram ter seus filhos nos EUA com o melhor serviço de saúde”.

O local oferece pacotes que vão de $20 mil a $53 mil que inclui medicamentos e procedimentos para o parto. Eles cobram mais por cesarianas e assiste as pacientes na obtenção de certidões de nascimento e social security, além de orientarem na abertura de contas em banco.

‘Bebê-âncora’

O termo “bebê-âncora” foi usado pelo por Donald Trump para designar mães que vêm ter seus filhos nos EUA para facilitar uma futura legalização para elas ou mesmo para garantir direitos de americanos para seus filhos.

A expressão faz referência aos filhos de mulheres grávidas sem documentos que dão à luz seus filhos no país, que automaticamente se transformam em cidadãos americanos tal como garante a Emenda 14 da Constituição dos EUA para os nascidos nos EUA.

A controvérsia sobre os “bebês-âncora” surgiu quando Trump propôs estudar a maneira de eliminar a concessão automática da nacionalidade a estes recém-nascidos, dado que em seu conceito isso promove a imigração ilegal.