Feriado de Thanksgiving eleva turismo ao nível mais alto nos EUA em três anos

Redução de voos e aumento da demanda fizeram disparar as tarifas das companhias aéreas, com voos domésticos 17% mais caros; passagens internacionais subiram 30% desde 2019.

0
536
Cerca de 55 milhões pessoas devem viajar de avião, carro ou trem neste feriado de Thanksgiving nos EUA. Foto: ABC News

Companhias aéreas e aeroportos dos EUA se preparam para um aumento de passageiros durante o feriado de Thanksgiving, que deve atingir o nível mais alto em três anos, recuperando 99% do contingente atingido em 2019, antes da pandemia.

Segundo a United Airlines, de 18 a 30 de novembro, a companhia deve transportar mais de 5,5 milhões de passageiros, nível equivalente a 2019 e cerca de 12% superior em relação ao ano passado. A companhia espera que o dia 27 de novembro seja o mais movimentado desde o início da pandemia.

Já a Delta Airlines espera voar cerca de 6 milhões de clientes neste feriado de Ação de Graças, pouco menos do total de clientes transportados no mesmo período em 2019, declarou a empresa.

Apesar da demanda, as companhias aéreas estão operando com capacidade 13% inferior nos voos domésticos em comparação ao mesmo período em 2019, de acordo com dados da Cirium. 

A redução de voos e o aumento da demanda, por sua vez, fizeram disparar as tarifas das companhias aéreas. A passagem aérea doméstica para o Thanksgiving está 17% mais cara que no ano passado, segundo o aplicativo de viagens Hopper. As passagens aéreas internacionais aumentaram 30% desde 2019.

Vem daí o aumento na procura por opções de viagens mais baratas, incluindo ônibus e trens. De acordo com estimativas do American Automobile Association (AAA), mais de 1,4 milhão de turistas optaram por viajar de ônibus, trem ou navio neste feriado. Isso representa um aumento de 23% em relação a 2021.

A associação projeta um total de pelo menos 55 milhões pessoas viajando de avião, carro ou trem neste feriado de Thanksgiving nos Estados Unidos.