Filha de brasileiros morre afogada em piscina de casa em Orlando

Tragédia aconteceu na tarde de sábado com criança de dois anos

0
92525
Criança morreu afogada no sábado (15)
Criança morreu afogada no sábado (15)

A família da pequena Susan, de dois anos, estava se arrumando para sair de casa na sexta-feira (14) quando, por questão de minutos, a criança se afogou na piscina da casa da família que vive em Orlando há quatro anos.

A criança foi encontrada pela mãe, Ester Delgado, que tentou reanimar a menina e chamou o resgate, mas ela morreu no hospital horas mais tarde.

Os amigos da família criaram uma página no site GoFundMe para angariar recursos para o funeral e despesas do traslado do corpo para o Brasil.

“Queridos amigos e irmãos, na madrugada do dia 15/04/17 perdemos a pequenina Susan em um acidente. Ela nos deixou com apenas dois aninhos, porem foram dois aninhos de muita felicidade para seus familiares e amigos, ela sempre foi uma criança com uma  alegria contagiante e por onde passava deixava sua felicidade com seu rostinho meigo e seu lindo sorriso. Estamos lançando essa página para arrecadar fundos e ajudar a família com despesas de hospital que são muito altas, funeral, o translado do corpo para o Brasil, e as despesas de mudanças da família para o Brasil, e todas as demais despesas. Deus abençoe a todos por apoiar a família nesse momento tão difícil e trágico,  gostaria de pedir que continuem orando por eles, seu papai sua mamãe e seu irmãozinho precisam muito das nossas orações”, diz a página.

Dicas para prevenir afogamentos

Os dados sobre mortes por afogamento envolvendo crianças e piscinas impressionam. Na Flórida, o número de crianças menores de quatro anos que morrem afogadas é maior que em qualquer outro estado. Anualmente, morrem no estado uma quantidade de crianças suficiente para encher quatro salas de aula, isso, sem completarem cinco anos de idade. Os dados são do Departamento de Saúde da Flórida. Para prevenir esse tipo de acidente, os especialistas recomendam que as crianças aprendam a nadar antes mesmo de aprenderem a caminhar.

“As crianças podem começar a fazer aulas de natação aos três meses de idade. O ideal é colocar antes de um ano, porque se esperar muito, elas ficam com medo e demoram mais para aprender”, disse a professora de natação Luana Valério, que vive em Deerfield Beach. Luana explica que além de colocar as crianças em aulas de natação, os pais devem ensinar os pequenos a não brincarem ao redor da piscina, nunca entrarem na água sozinhos, cercar a piscina, ensinar as crianças a ficarem sempre próximas à escada e à parede das piscinas. Outro alerta importante é sempre utilizar boias de espuma e não de ar porque essas se esvaziam mais facilmente.

“Para os pais, vale a pena aprenderem os primeiros socorros que são procedimentos simples e ajudam a salvar a vida do seu filho em caso de um acidente. Existem cursos rápidos e práticos no mercado”, disse.