Filme brasileiro com Glória Pires ganha prêmio e é destaque em festival no Japão

0
1559

DA REDAÇÃO (com UOL) – O cinema brasileiro protagonizado por atores famosos vem sendo mais e mais premiado internacionalmente. Após o considerável sucesso do filme “Que Horas Ela Volta?”, com Regina Casé, outro longa protagonizado por uma atriz brasileira faz bonito em terras internacionais.

O filme “Nise – O Coração da Loucura”, de Roberto Berliner, venceu no sábado (31) o Grand Prix de melhor filme do 28º Festival de Tóquio. A atriz Glória Pires também levou o prêmio de melhor atriz por seu papel como a psiquiatra Nise da Silveira.

No evento, Berliner destacou que a alagoana Nise (1905-1999) foi sua “heroína” e disse que ela não era muito conhecida quando começou a fazer o filme, há três anos. “Era minha responsabilidade mostrar a história dela para o mundo”, disse ele, que recebeu o troféu das mãos da atriz japonesa Kiwa e foi recepcionado pelo diretor norte-americano Bryan Singer, presidente do júri do festival. Glória Pires não estava presente ao evento.

O longa aborda um período de cerca de uma década no qual Nise é reintegrada ao serviço público e vai cuidar dos internos do Cento Psiquiátrico Pedro 2º, no Engenho de Dentro, no Rio. A partir dos anos de 1940, a médica propôs aos pacientes atividades lúdicas, como pintura e cuidados de animais domésticos. A proposta, recebida como atitude comunista pelos colegas, chocou as alas mais conservadoras da psiquiatria tradicional, que defendiam métodos como eletrochoque e lobotomia. “Ela começa a perceber ali que tinha um jardim para florescer. Aquelas cabeças podiam se exprimir”, contou à GloboNews a atriz, resumindo: “Ela era iluminada.”

“Nise – O Coração da Loucura” teve sua estreia internacional em Tóquio, e foi exibido em outubro no Festival de Cinema do Rio de Janeiro. O filme ainda não tem previsão de lançamento comercial.