Filme narra saga de brasileiros na 2ª Guerra Mundial

"Estrada 47" narra a participação do Brasil na Segunda Guerra e faz parte da programação do Brazilian Film Festival of Miami

0
1256

A participação do Brasil na Segunda Guerra Mundial é o mote do filme “Estrada 47” (trailer acima) , um dos destaques da programação do Brazilian Film Festival, que começa, em Miami, neste sábado (12). O evento promove o melhor do cinema brasileiro no exterior e vai até o dia 19, em dois cinemas da cidade, o Miami Beach Cinemateque e o Colony Theatre. O longa é o filme que será exibido na sexta-feira (18).

“A Estrada 47” conta a saga de quatro oficiais brasileiros da Força Expedicionária Brasileira (FEB) perdidos na Itália, em território ocupado pelos nazistas. Após sofrerem um ataque de pânico, próximo à Linha Gótica (linha de defesa nazi-fascista que cortava os Montes Apeninos, onde foi travada a Batalha de Monte Castelo, em que houve grande baixa de soldados brasileiros) eles se vêm no meio do nada, castigados pelo frio severo e divididos entre o medo de serem acusados de desertores e de enfrentar a Corte Marcial e o de encarar o inimigo nazista. O longa é estrelado por Daniel de Oliveira (Guima), Francisco Gaspar (Piauí), Júlio Andrade (Tenente), Thogun Teixeira (Laurindo), o italiano Sergio Rubini (Roberto), o português Ivo Canelas (Rui) e o alemão Richard Sammel (Mayer), como um cruel agente nazista.

O ator germânico, que já participou de longas como “Inglorious Basterds”, de Quentin Tarantino, e “La Vita è Bella”, de Roberto Benini -em que vive claro, agentes nazistas-, conta que a originalidade do roteiro foi essencial para que ele aceitasse rodar o filme. “Para me convencer de fazer uma história desta guerra hoje, tem de ser muito criativo e vir com uma ideia diferente, sem os velhos clichês dos últimos 50 anos”, disse, em entrevista ao portal UOL. “Eu não fazia ideia de que os brasileiros tinham combatido ao lado dos Aliados. E isso porque eu estudei muito o assunto. Ninguém sabe disso na Alemanha e nem na Itália. É esta história, que é importante sobretudo para o Brasil que me emocionou. Como ninguém a contou antes?”

O diretor do longa, Vicente Ferraz, destacou a importância de relatar às plateias brasileiras o bravo feito de seus compatriotas na guerra. “Há 70 anos, mais de 25 mil brasileiros enfrentaram um frio de -30C nos Apeninos italianos, combatendo nazista. E é algo tão absurdo que me pergunto por que não filmaram antes? Não foi a vontade de fazer um filme de gênero, mas contar a história dos brasileiros reais. Este encontro de culturas, dos brasileiros, tropicais, em Guerra europeia é o que me moveu neste filme.”

O FILME APRESENTADO PELO ACHEIUSA  NO BRAFF
O BRAFF tem vários filmes imperdíveis, mas dentre eles, gostaríamos de destacar o que apresentaremos no festival, a comédia “Loucas Pra Casar”. A trama traz a atriz Ingrid Guimarães no papel de uma secretária que começa a namorar o chefe, mas tem de lidar com o próprio ciúme e com o lado mulherengo do galã, vivido por Márcio Garcia. O filme será exibido ao público na quarta (16), às 7pm, no Colony Theatre (1040 Lincoln Road, Miami Beach, FL 33139). Mais informações em inffinito.com.