Final de Super Bowl reúne New England Patriots x Philadelphia Eagles

0
1923

O poderoso New England Patriots da dupla vencedora Bill Bilichick e Tom Brady, técnico e quarterback, joga neste domingo (4) por mais um título da Super Bowl. Esta será a oitava edição desta franquia vencedora. Nas sete anteriores, eles venceram cinco vezes e perderam duas decisões. O adversário de agora é o Philadelphia Eagles do quarterback Nick Foles e de Jay Ajaiy do ex-running back do Miami Dolphins. As apostas favorecem o time de Boston, campeão da AFC (American Football Conference), sobre o adversário, campeão da NFC (National Football Conference) e com o mesmo recorde. Ambos venceram 15 jogos e perderam três. O duro é que as vitórias foram obtidas com viradas espetaculares sobre os adversários em jogos que pareciam perdidos. Há quem diga ser o segredo para enfrentar o New England Patriots o fato de esquecer o placar e dedicar-se à partida como se ainda estivesse empatada.

Show do intervalo e dos comerciais!

Como sempre, o show do intervalo do Super Bowl é um espetáculo à parte. Este ano, Justin Timberlake será a principal atração. Esta será a terceira participação neste mega evento. Em 2001, ele esteve no palco como integrante do *NSYNC, ao lado de Steve Tyler do Aerosmith e de Britney Spears. Em 2004, ficou no alvo da polêmica quando o vestido de Janet Jackson teve um problema e parte de seus seios ficaram à mostra, naquilo que se convencionou chamar “wardrobe malfunction”. Agora, ele deve cantar sucessos como “Cry Me a River”, “Rock Your Body”), seguido por um pout pourri que inclui “SexyBack”, “What Goes Around … Comes Around”, “Suit and Tie” e “Can’t Stop The Feeling!”. Além do show, outra atração são os comerciais. Muitas empresas aproveitam o evento para lançar seus novos comerciais. Aliás, o preço para exibi-los é altíssimo. Um comercrial de 30 segundos pode custar até $ 5 milhões!

Copa do Brasil em alta

A Copa do Brasil começou na terça-feira (30/1) com a promessa de fazer história. A edição de 2018 terá 91 clubes representando a maioria das federações estaduais e a premiação recorde de até R$ 68,7 milhões ao campeão que será conhecido apenas em 17 de outubro. Entre os 91 concorrentes, Corinthians, Cruzeiro, Flamengo, Grêmio, Palmeiras, Santos, Vasco e Chapecoense (classificados para a Libertadores), América-MG (campeão da Série B do Brasileiro), Bahia (campeão da Copa do Nordeste), e Luverdense (campeão da Copa Verde) entram apenas nas oitavas de final. De acordo com a CBF, a Copa do Brasil vai pagar o maior prêmio de todas as competições nacionais e sul-americanas na temporada de 2018. O campeão terá direito a R$ 68,7 milhões, valor quase quatro vezes mais que o Corinthians recebeu com título do Brasileirão 2017 – R$ 18 milhões. Ao conceder um aumento generoso na premiação, a CBF espera que os clubes valorizem ainda mais o seu principal torneio mata-mata da temporada.

Torneio com melhor premiação

A premiação ao campeão é de R$ 50 milhões e ao vice, R$ 20 milhões. Quem levantar a taça, pode chegar a R$ 68,7 milhões de acordo com bônus recebido por fase avançada. Para se ter uma ideia do montante envolvido na Copa do Brasil (CB-18), o Cruzeiro levou apenas R$ 13,3 milhões ao se consagrar campeão de 2017 – R$ 55,4 milhões a menos que o vencedor da próxima temporada vai abocanhar com a conquista do título. Outro dado interessante que está na mesa dos principais clubes brasileiros é a diferença entre a premiação do Brasileirão e a da Copa do Brasil. Somando o dinheiro distribuído ao campeão nacional até o 16.º colocado na edição de 2017, o valor total chegou a R$ 63,7 milhões – R$ 5 milhões a menos a que a CBF vai pagar apenas ao campeão da CB-18. Não por acaso, os clubes pensaram no planejamento de 2018 tendo como prioridade número 1 a Copa do Brasil, disparado o torneio mais rentável da atual temporada. Nem mesmo a Libertadores consegue superar a CB-18 na premiação. De acordo com nota da Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol), o campeão de 2018 terá direito até R$ 35 milhões (R$ 20 milhões pelo título + bônus por fase avançada). O Grêmio, campeão da Libertadores 2017, levou R$ 24,7 milhões – R$ 44 milhões a menos a que terá direito o vencedor da CB-18.

Grandes se dão bem

O regulamento da Copa do Brasil prevê em sua primeira fase partida única na qual o mandante (geralmente uma equipe menor ranqueada) precisa vencer o visitante para permanecer na competição. Assim, as equipes consideradas grandes começaram bem o torneio, embora não tenham apresentado bom futebol. Atlético-PR, do técnico Fernando Diniz, segurou o empate de 0 a 0 contra Caxias (atual líder do Gauchão) na terça-feira (30) e já passou da fase. Também na terça, o mesmo resultado garantiu a passagem do Boa Esporte, de Minas Gerais, que enfrentou o Vitória da Conquista, da Bahia.

Fluminense vence em Minas Gerais

O Fluminense foi até Poços de Caldas e derrotou a Caldense por 1 a 0, gol de Renato Chaves. O técnico Abel Braga elogiou o espírito da equipe que não permitiu nenhuma chance de gol ao adversário e agora volta suas atenções para o Campeonato Carioca, onde enfrenta o Macaé no sábado (3). As duas equipes estão mal no certame, com Flu em 4º e Macaé em 5º no Grupo C. O Fluminense perdeu seu artilheiro Henrique Dourado, o Ceifador, para o rival Flamengo e o zagueiro Henrique está acertando sua transferência para o Corinthians, enquanto o meia Gustavo Scarpa é o novo jogador do Palmeiras.

Tricolor paulista também ganhou

O São Paulo Futebol Clube foi a Londrina enfrentar o Madureira?! Pois é, o time do subúrbio carioca decidiu abrir mão de seu mando de jogo e levar a partida para o norte do Paraná, região onde os clubes paulistas têm muita torcida. Apesar de ter jogado mal e ter sido vaiado por alguns torcedores., o Tricolor paulista bateu o Madureira por 1 a 0, gol do jovem atacante Brenner que aproveitou o cruzamento do ponta Marcos Guilherme. Pelo Paulistão, o São Paulo – que contratou o atacante Trellez junto ao Vitória e Nenê, que veio do Vasco – Jogo no sábado (3) contra o Botafogo de Ribeirão Preto em choque de tricolores. O São Paulo é o 2º colocado do Grupo B.

Inter se classifica com empate

O Internacional de Porto Alegre se classificou para a próxima fase da Copa do Brasil graças ao empate com o Boavista do Rio de Janeiro. A exemplo do Madureira, a equipe carioca decidiu vender seu mando de jogo e a partida foi realizada em Cascavel, cidade do Paraná. O gol do Colorado foi anotado por William Potker enquanto Renan Donizete fez o gol de empate do Boa Vista. Chateado porque a torcida pediu a entrada do uruguaio Nico Lopez, ele comentou: “Sempre valorizam os que vêm de fora”. Os dois clubes, agora, voltam as atenções para os estaduais. No próximo sábado (3), o Boavista mede forças com a Portuguesa-RJ no Luso-Brasileiro, pela última rodada da Taça Guanabara. O Inter, por sua vez, no domingo (4), enfrenta o Brasil de Pelotas, no Estádio Bento Freitas.

Chapecoense joga mal e perde em casa

A Chapecoense estreou mal na fase de Pré-Libertadores. Jogou uma péssima partida e foi derrotada merecidamente pelo Nacional de Montevidéu, com gol marcado por Romero na quarta-feira (31) na Arena Condá, em Chapecó. Agora, a situação da Chape ficou bastante difícil porque as equipes voltarão a se enfrentar no dia 7 de fevereiro no Estádio Olímpico na capital uruguaia e o o time da casa precisa apenas de um empate para prosseguir na competição. O jeito é concentrar seus esforços no Campeonato Catarinense, onde a equipe lidera com 10 pontos ao lado do Figueirense. O próximo jogo da Chape é na sexta-feira (2) cntra o Tubarão.

Vasco da Gama goleia no Chile

Não deu nem para o cheiro. Essa poderia ser a definição perfeita para a forma como o Vasco estreou na Libertadores. Fora de casa, no Chile, o Cruz-Maltino atropelou a Universidad de Concepción com a vitória por 4 a 0 (gols de Evander, duas vezes, Rildo e Pikachu) e ficou perto de garantir uma vaga na terceira fase (mata-mata) da competição continental. A goleada por 4 a 0 sobre a Universidad de Concepción foi a maior vitória do Vasco fora de casa em Libertadores. O placar também iguala o maior resultado positivo do Cruz-Maltino jogando em casa: em 1980, venceu também por 4 a 0 o Deportivo Galicia. Na próxima semana, o Vascão receberá o clube chileno e deverá ratificar a classificação do Alvinegro carioca para a fase principal da Copa Libertadores da América. Esta vitória dá moral para os vascaínos se recuperarem na Taça guanabara, onde a equipe divide o últimno lugar com Cabofriense e Volta Redonda, seu próximo adversário no domgino (4) em São Januário.