Flamengo x River Plate: está pintando a final da Copa Libertadores da América

0
4256
River Plate saiu na frente na semifinal contra o Boca Juniors (Foto: Flickr)
River Plate saiu na frente na semifinal contra o Boca Juniors (Foto: Flickr)

Na noite de terça-feira (1), o Monumental de Nuñez se tingiu de vermelho e branco para a primeira partida da semifinal argentina da Copa Libertadores da América 2019. E o time dirigido por Marcelo Gallardo não decepcionou a torcida. O River Plate fez 2 a 0 sobre o arquirrival Boca Juniors e poderia ter construído um placar ainda maior, não fosse a desatenção dos atacantes do time rojo y blanco e a boa atuação do arqueiro Andrada da equipe xeneize. Aliás, os dois arqueiros integram a seleção argentina, pois, além de Andrada, também Armani é sempre convocado – por sinal, ele é o goleiro titular da seleção albiceleste.

Entretanto, os torcedores argentinos não poderão vê-los em ação nos amistosos de outubro porque o técnico do selecionado portenho Lionel Scaloni decidiu não convocar jogadores do River Plate e do Boca Juniors, preservando-os, visto que estão envolvidos numa disputa ferrenha para ver qual equipe argentina irá à final da Copa Libertadores da América, marcada para novembro em Santiago do Chile.

Gustavo Alfaro, técnico do Boca Juniors, vai ter trabalho para corrigir os erros da equipe para o jogo de volta em La Bombonera, marcado para o dia 22 de outubro. O time azul y amarillo marcou mal, perdeu o meio de campo e não funcionou no ataque. Teve apenas uma boa chance, desperdiçada por Capaldo, expulso ao final do jogo. Portanto, está fora da segunda partida. Do lado do River Plate, Ignacio Fernandez foi o motorzinho da equipe conduzindo os millonarios à vitória, além de ter feito o segundo gol. O primeiro foi anotado pelo colombiano Santos Borré cobrando pênalti. Agora, o River Plate pode perder por até um gol de diferença para carimbar sua vaga na final do torneio.

Flamengo dá show no primeiro tempo e arranca empate no Sul

Torcida do Flamengo deve lotar Maracanã no dia 23 de outubro (Foto: Wikimedia Commons)
Torcida do Flamengo deve lotar Maracanã no dia 23 de outubro (Foto: Wikimedia Commons)

Enfim, chegou o dia da primeira partida entre Grêmio e Flamengo para decidir qual equipe brasileira irá à final da Copa Libertadores da América 2019. O jogo, disputado na quarta-feira (2) na Arena Grêmio, teve o estádio lotado, prevalecendo as cores do Imortal: preto, branco e azul. Como era de se esperar, a fanática torcida flamenguista também se fez presente.

As atuações dos dois times que atualmente praticam o melhor futebol no Brasil prenunciava uma partida equilibrada e bem jogada. Porém, não foi o que se viu em campo no primeiro tempo. Para surpresa de muita gente, o Rubro-negro carioca dominou as ações e teve três gols anulados – bem anulados, por sinal. No primeiro deles, Everton Ribeiro completou para o gol vazio ao aproveitar uma bola mal afastada pelo goleiro Paulo Vitor. Entretanto, o VAR pegou uma falta de ataque de Gabigol sobre o zagueiro Kanemann e o gol foi invalidado. No segundo, Gabigol completou para as redes e contou com outra falha do goleiro gremista. Mas, para sorte dele, o atacante flamenguista estava um pouco à frente e ficou consumado o impedimento. O terceiro também foi invalidado com impedimento do centro-avante flamenguista. O VAR apenas errou no lance entre Michel e Gerson. O volante gremista pisou forte no meiocampista flamenguista e recebeu apenas cartão amarelo do árbitro argentino Nestor Pitana. Na verdade, o mais correto seria ter recebido o cartão vermelho.

Na segunda etapa, o técnico Renato Portaluppi corrigiu o posicionamento dos jogadores e o time da casa conseguiu equilibrar as ações, consequência também do desgaste físico demonstrado pelos jogadores do Flamengo, cansados por terem feito marcação alta no primeiro tempo. Os ataques revezavam-se e Diego Alves foi obrigado a fazer duas defesas incríveis em chutes de Everton Cebolinha e Mateus Henrique. Entretanto, uma falha coletiva da defesa gremista que envolveu Kanemann, Rafael Galhardo e o goleiro Paulo Vitor permitiu a Bruno Henrique cabecear para as redes e abrir o placar para o time visitante. Renato processou algumas mudanças na equipe e Pepê, que entrou no lugar de Alisson, fez o gol de empate, dando números finais ao placar. 

O resultado acabou sendo bom para o Flamengo, pois decidirá em casa, diante de sua imensa torcida, e joga por um 0 a 0, por ter feito um gol fora de casa. O jogo de volta está marcado para o dia 23 de outubro no Maracanã.

Visitantes se dão bem nos jogos adiados

Corinthians vem jogando mal, mas obtendo bons resultados no Brasileirão (Foto: Flickr)
Corinthians vem jogando mal, mas obtendo bons resultados no Brasileirão (Foto: Flickr)

Corinthians e Atlético Mineiro realizaram na quarta-feira (2) dois jogos válidos pela 21ª rodada. O Timão foi a Chapecó e venceu a Chapecoense por 1 a 0, gol de Danilo Avelar de cabeça. O Alvinegro paulista não mostra um futebol encantador, mas é eficiente, sobretudo graças à força de seu sistema defensivo. Não é à toa que o Corinthians tenha sofrido apenas 13 gols em 22 partidas, e é o time que menos tomou gols no Campeonato Brasileiro. 

A solidez de sua defesa contrasta com a anemia do ataque, que assinalou apenas 25 tentos. Entretanto, as vitórias por 1 a 0 garantiram a 4ª colocação ao Timão, com 41 pontos ganhos – mesmo número de pontos do Santos, mas, com uma vitória a menos. Ambos estão a cinco pontos do vice-líder Palmeiras e a oito do líder Flamengo. Já a Chapecoense, lanterna da competição, caminha firme para a Série B, e é a equipe mais vazada com 35 gols sofridos.

O Corinthians tem um jogo difícil no sábado (5), pois enfrenta o Grêmio em Porto Alegre, enquanto a Chapecoense recebe o líder Flamengo na Arena Condá no domingo (6) pela manhã.

Vasco da Gama vence Galo de virada

Nem a entrada de Ricardo Oliveira livrou o Galo da derrota em BH (Foto: Flickr)
Nem a entrada de Ricardo Oliveira livrou o Galo da derrota em BH (Foto: Flickr)

A situação do técnico Rodrigo Santana está periclitante. Afinal, o Atlético Mineiro foi derrotado, de virada, pelo Vasco da Gama por 2 a 1. Depois de muito martelar, o Galo abriu o placar com o venezuelano Otero de cabeça. 

A torcida, que estava impaciente no Estádio Independência, se animou e começou incentivar a equipe. Porém, logo depois, Patric cometeu pênalti sobre Marrony. Rossi cobrou com perfeição e empatou o jogo. O técnico do Alvinegro mineiro fez algumas alterações ofensivas para vencer um jogo importante, pois o Galo tem três compromissos difíceis em sequência: Palmeiras, Flamengo e Grêmio. 

Todavia, quem se deu bem foi o Alvinegro carioca. Marcos Junior aproveitou um lindo passe de Rossi, dominou no peito com categoria e fuzilou o goleiro Cleiton para definir o placar final: 2 a 1 para o Vascão, com gol marcado aos 47 minutos do segundo tempo.

Agora, o Atlético Mineiro vai a São Paulo enfrentar o Palmeiras no domingo (6). Já o Vasco da Gama recebe o Santos em São Januário no sábado (5). as duas equipes estão na zona de classificação à Copa Sul-Americana: Galo é o 10º com 30 pontos e o Vasco da Gama está na 13ª posição, com 27 pontos. 

Desfalques das equipes

Gabigol desfalcará o Flamengo durante duas partidas do Campeonato Brasileiro (Foto: Alexandre Vidal/Flamengo)
Gabigol desfalcará o Flamengo durante duas partidas do Campeonato Brasileiro (Foto: Alexandre Vidal/Flamengo)

A convocação da Seleção Brasileira provocou descontentamento dos torcedores dos clubes, sobretudo dos flamenguistas. Afinal, Tite convocou Gabigol (artilheiro do campeonato) e o zagueiro Rodrigo Caio para os amistosos. Além disto, o técnico Jorge Jesus ainda perdeu De Arrascaeta, convocado para a seleção do Uruguai, e Berrío, para a seleção colombiana.

O Grêmio, rival do Flamengo na Libertadores, também teve convocados Everton Cebolinha e o jovem meiocampista Mateus Henrique por Tite, enquanto o zagueiro Kanemann servirá a seleção da Argentina. O Botafogo perdeu o arqueiro Gatito Fernandes para a seleção paraguaia e Marcinho para o time brasileiro. O Palmeiras não poderá contar com Weverton, convocado por Tite, nem com Gustavo Gomez, que jogará os amistosos pela seleção do Paraguai. O Santos também não terá Soteldo, seleção da Venezuela, nem Derlis Gonzalez, seleção do Paraguai.

Enfim, Tite vem sendo criticado por ter chamado jogadores que atuam no Brasil. Quando ele convoca apenas os que jogam no Exterior, é condenado por ter ignorado os clubes brasileiros. O problema maior é o calendário do futebol brasileiro, que não se harmoniza com as datas Fifa. O Brasil, aliás, é o único que ainda tem um calendário fora de sincronia com o europeu, que comanda o futebol mundial. Bem, pelo menos, já sabemos que não haverá jogos durante a Copa América (de novo!) em 2020. E ainda teremos Jogos Olímpicos. Haja elenco!

Base campeã: conheça os destaques do Palmeiras que venceram a Copa do Brasil Sub-17

O time alviverde venceu o São Paulo e conquistou a Copa do Brasil Sub-17
O time alviverde venceu o São Paulo e conquistou a Copa do Brasil Sub-17

A boa fase da base do Palmeiras continua. Na quarta-feira (2), no Pacaembu, o time alviverde venceu o São Paulo e conquistou a Copa do Brasil Sub-17, confirmando o 29º título da equipe na categoria apenas na temporada de 2019.

Com uma campanha de destaque e goleadas, o Verdão fechou sua campanha no torneio nacional com apenas uma derrota em nove jogos. Artilheiros da final, os atacantes Gabriel Veron e Gabriel Silva foram decisivos contra o rival tricolor.

Autor do primeiro gol, Gabriel Veron conquistou também em 2019 a Copa do Brasil Sub-20. Capitão do time, ele passou por dois defensores do São Paulo antes de abrir o placar. Em boa fase, o atacante está entre os convocados para a disputa da Copa do Mundo Sub-17 pela seleção brasileira.

Com 167 gols marcados em 2019, o time sub-17 do Palmeiras também tem destaques defensivos, como o lateral-direito Garcia, o lateral-esquerdo Renan e o zagueiro Henri, que também foram convocados para a disputa do Mundial da categoria.

Henri atua pela esquerda da zaga palmeirense e tem a regularidade como característica. Na posição de Garcia, Mano Menezes conta com Marcos Rocha, Mayke e Jean no elenco profissional. Do outro lado, Renan vê sua concorrência futura ter Diogo Barbosa e Victor Luis – este último o único da base palmeirense a ter espaço no time.

Seleção Brasileira convocada para amistosos contra Senegal e Nigéria

Convocação de Tite para amistosos provoca chiadeira de clubes (Foto: Divulgação Fifa)
Convocação de Tite para amistosos provoca chiadeira de clubes (Foto: Divulgação Fifa)

O técnico Tite convocou a Seleção Brasileira para os dois próximos compromissos da equipe, marcados para os dias 10 e 13 de outubro, contra Senegal e Nigéria, respectivamente. Os dois amistosos serão disputados em Singapura. 

Com 23 nomes, a lista conta com alguns retornos e também três estreantes. Rodrigo Caio e Gabriel Barbosa, que conquistaram a medalha de ouro nos Jogos Olímpicos de 2016 no Rio de Janeiro, estão de volta. Gabriel Jesus retorna após suspensão. Já os convocados pela primeira vez são o goleiro Santos, o lateral-esquerdo Renan Lodi, o meia Matheus Henrique e Marcinho. 

Desejo antigo da comissão técnica, enfrentar duas fortes seleções africanas será um excelente teste para a Seleção Brasileira. É o que garante o técnico Tite, que teve a oportunidade de enfrentar apenas Camarões até aqui. Na ocasião, Richarlison marcou o gol da vitória por 1 a 0.

Confira a lista de convocados:
GOLEIROS
Ederson – Manchester City (ING) Santos – Athletico  Weverton – Palmeiras
LATERAL DIREITA
Daniel Alves – São Paulo Marcinho – Botafogo
LATERAL ESQUERDA
Alex Sandro – Juventus (ITA) Renan Lodi – Atlético de Madri (ESP)
ZAGUEIROS
Rodrigo Caio – Flamengo Marquinhos – Paris Saint Germain (FRA) Thiago Silva – Paris Saint Germain (FRA) Eder Militão – Real Madrid (ESP)
MEIAS
Casemiro – Real Madrid (ESP) Fabinho – Liverpool (ING) Arthur – Barcelona (ESP) Matheus Henrique – Grêmio  Lucas Paquetá – Milan (ITA) Philippe Coutinho – Bayern Munique (ALE)
ATACANTES
Richarlison – Everton (ING) Gabriel Barbosa – Flamengo Gabriel Jesus – Manchester City (ING) Roberto Firmino – Liverpool (ING) Neymar – Paris Saint Germain (FRA) Everton – Grêmio