Flórida tem dezembro mais seco e quente dos últimos seis anos

Região de Orlando tem o segundo fim de ano consecutivo com temperaturas acima da média; frente fria chega amanhã ao Estado

0
7044
Calor e tempo seco são atípicos para esta época do ano
Calor e tempo seco são atípicos para esta época do ano

Quem vive na Flórida já deve ter notado que neste inverno não precisou usar nem sequer um casaco leve. As temperaturas estão de fato mais elevadas e o tempo está muito seco, condições que não eram vistas desde 2010.

De acordo com o U.S. Drought Monitor (monitoramento de secas do Estado), um relatório do governo e de universidades, 91% do estado da Flórida está vivenciando condições anormais de seca e de calor para esta época.

Uma frente fria vai trazer alívio nesta sexta-feira (30) inclusive para o sul da Flórida, mas não vai durar muito tempo e as chances de chover são pequenas. “Podemos esperar um inverno bem mais seco que o normal”, disse o meteorologista Derrick Weitlich.

Na área de Orlando, por exemplo, onde costuma fazer mais frio nesta época, o calor está intenso nos últimos dias. O meteorologista afirma que este deve ser o terceiro ano mais quente na Terra do Mickey desde quando os recordes de temperatura começaram a ser medidos no final dos anos 1800. O ano passado foi o mais quente e o segundo ano que fez mais calor foi 1990.

As temperaturas costumavam baixa à noite, mas isso não está acontecendo”.

Culpa da La Nina

O aumento da umidade e das chuvas é atribuído ao fenômeno El Nino, mas este ano ele veio acompanhado da La Nina que está deixando as águas do Pacífico mais frias e no sul, próximo à Linha do Equador, o clima mais seco. Os meses de janeiro, março e agosto foram mais chuvosos que o normal e agora a situação é inversa.

A última vez que choveu forte na Flórida foi em outubro com a passagem do furacão Matthew.