Gangue aplicava golpes no Brasil para gastar o dinheiro nos EUA

Os detidos são suspeitos de clonarem dados dos cartões de créditos das vítimas no Brasil e gastar em compras na Califórnia e Miami

0
5456
Dinheiro apreendido com suspeito na Operacao Miami
Dinheiro apreendido com suspeito na Operacao Miami

O último suspeito de integrar uma quadrilha que agia no Brasil e nos Estados Unidos fraudando dados bancários foi preso em Pernambuco na última semana. Márcio Luiz Ferreira da Silva, de 27 anos, foi preso por uma equipe da Polícia Militar quando tentava sacar mais de R$ 200 mil em uma agência da Caixa Econômica Federal, no bairro de Boa Viagem, em Recife. Com ele, foram encontrados mais de R$ 10 mil.

O grupo clonava os cartões de crédito de brasileiros para realizar saques e compras em cidades americanas, como Miami, Orlando e Los Angeles.

Os outros integrantes da quadrilha foram presos em novembro do ano passado na Operação Miami. Na época, em um apartamento de um dos suspeitos, foram encontrados mais de 40 mil dados bancários de brasileiros e americanos. Cinco pernambucanos, entre eles um policial militar, e um português são suspeitos de integrar o grupo. Após prestar depoimento à Polícia Civil, Márcio foi levado para o Centro de Triagem Abreu e Lima (Cotel), onde ficará à disposição da Polícia Federal. Ele vai responder na Justiça Federal por associação criminosa, estelionato, furto por meio de fraude e falsidade ideológica.

As autoridades brasileiras calculam que os cinco suspeitos e outros 30 brasileiros roubaram mais de $ 2.1 milhões e lesaram cerca de 149 instituições bancárias espalhadas pelo mundo, detalhou Godoy. Caso sejam considerados culpados das acusações de associação criminosa, estelionato, furto mediante fraude e falsidade ideológica.