Garoto brasileiro de 4 anos foi preso na fronteira

Suspeita é de que pais tenham “alugado” o menor para facilitar imigração de outro casal

0
1859
Casal brasileiro teria cruzado a fronteira entre o México e o estado do Texas (Foto: Gerald L. Nino - Zuma Press)

Um menino brasileiro de 4 anos foi preso na fronteira dos EUA acompanhado de um homem e uma mulher que não eram seus pais. A suspeita é de que os pais biológicos tenham “alugado” o menino para facilitar a imigração do casal.

A viagem para o México, rota mais comum entre os que não têm documentos, começou em agosto. A dupla foi presa por agentes de imigração na fronteira com o Texas e a criança foi para um abrigo em Chicago, onde está há quase dois meses.

Mineiros de Gonzaga, os pais, Jussara Maria da Silva e Regiany Assis Costa já estavam nos EUA e entregaram o menino ao casal da travessia seis meses antes, ainda no Brasil.

Em junho, Costa imigrou com a mulher e um dos filhos. Foram para o México, ficaram num hotel na fronteira e em seguida se entregaram à imigração. Ficaram detidos juntos por quatro dias. Liberados, seguiram para a Filadélfia, onde esperam o processo de pedido de asilo econômico.

A história já é conhecida: adultos cruzam a fronteira com menores e se entregam às autoridades, evitando deportação imediata, já que crianças não podem ficar sozinhas durante o processo de repatriação.

Costa nega que tenha “alugado” o garoto e pretende tirá-lo do abrigo.