Governador do Nebraska diz que indocumentados terão que esperar “no fim da fila” para a vacina

Declarações do governador causaram reações negativas entre as autoridades públicas do estado

0
1198
Cada local irá administrar três mil doses por dia, segundo o governador (foto: wikimedia)
Cada local irá administrar três mil doses diariamente (foto: wikimedia)

Imigrantes indocumentados que residem no estado de Nebraska, que faz fronteira com o Canadá, trabalham principalmente em fábricas de processamento de carne. Nesta terça-feira (5), eles receberam a notícia de que não estão incluídos em nenhum grupo para receber a vacina contra a covid-19.

“Você deveria ser residente legal no país para poder trabalhar nessas fábricas. Portanto, não espero que imigrantes ilegais façam parte da vacinação”, disse o governador do estado, Pete Ricketts, do partido Republicano.

A declaração foi dada durante uma entrevista coletiva concedida pelo governador para falar do planejamento estadual de distribuição dos imunizantes.

Os comentários do governador rapidamente se tornaram virais, causando críticas de várias autoridades do estado.

Diante da repercussão negativa, o governador foi às redes sociais para tentar amenizar o efeito da declaração e postou: “Os imigrantes ainda se qualificariam para a vacina, mas aqueles sem situação legal teriam que esperar no fim da fila”.

Segundo reportou o jornal Business Insider, desde que o Nebraska declarou estado de emergência por causa da pandemia de covid-19, “as instalações de embalagem de carne se tornaram fontes de transmissão do coronavírus, e os trabalhadores ficam muito próximos uns dos outros por longas horas e trabalham em ambientes fechados em condições perigosas”.