Governo Biden vai propor aumento na taxação de grandes fortunas

Imposto de renda minino para bilionários deve recair sobre menos de 1% da população dos EUA e gerar uma receita de $360 bilhões em uma década para os cofres públicos

0
604
Se aprovada, medida geraria uma receita de cerca de $ 360 bilhões na próxima década (foto: IRS)

O governo Biden se prepara para apresentar um projeto que aumenta o imposto cobrado sobre grandes fortunas no país. A medida, segundo um comunicado emitido no sábado (26) pela Casa Branca, será enviada ao Congresso nesta segunda-feira (28). O imposto exigirá que as famílias americanas com valor superior a $100 milhões paguem uma alíquota mínima de 20% sobre seus ganhos. Títulos de dívidas públicas e ações também estão incluídos.

A proposta, chamada de “Billionaire Minimum Income Tax”, é a mais agressiva da atual administração para aumentar a tributação sobre os mais ricos. Se aprovada, ela geraria uma receita de cerca de $ 360 bilhões na próxima década, segundo cálculos do próprio governo. A maior parte da nova fonte de arrecadação viria de bilionários, que representam uma parcela de menos de 1% da população dos EUA.No final do ao passado, o White House Office of Management and Budget estimou que 400 famílias bilionárias pagaram em média 8,2% de imposto de renda entre 2010 e 2018. Essa taxa é inferior àquela paga por milhões de cidadãos menos abastados.

O economista da Universidade da Califórnia, Gabriel Zucman , disse ao jornal The Washington Post que, se começar a valer, a medida fará com que o presidente-executivo da Tesla, Elon Musk, por exemplo, pague $ 50 bilhões a mais em impostos, enquanto o fundador da Amazon, Jeff Bezos, pagaria $ 35 bilhões adicionais. O projeto precisa ser aprovado pela Câmara e Senado.