Governo de Nova York fortalece o trabalho dos bancos de alimento

0
603
Food Bank For New York City (Foto: Divulgação)
Food Bank For New York City (Foto: Divulgação)

No dia 20 de novembro, a governadora de Nova York, Kathy Hochul, assinou a lei Nourish NY. Essa é uma lei que fornece fundos para os programas de bancos de alimentos a fim de que comprem produtos excedentes das fazendas do estado. 

O evento aconteceu na tarde de sábado em frente ao Queens Museum, no Queens. Contou com a presença da organização não governamental La Jornada, o maior banco de alimentos no Queens, representado no evento por Pedro Rodriguez, diretor executivo. Também presentes estavam a deputada estadual pelo distrito 39 Catalina Cruz e pela Senadora estadual Michelle Hinchey, que co-patrocinou a lei.

O programa, que foi iniciado pelo ex-governador Andrew Cuomo, que foi urgente nos primeiros meses da pandemia, mas apresentava um status provisório, só pode ser assinada agora, devido à transição de administrações. 

“A Implementação do Nourish NY foi um grande sucesso ao ajudar àqueles que sofrem de insegurança alimentar ao mesmo tempo que beneficia ao pequeno fazendeiro de Nova York. Com a chegada das festa de fim de ano, eu me orgulho em assinar essa lei a fim de assegurar que nosso estado continue a combater a fome e prover para aqueles que necessitam,”declarou Hochul durante o evento.

Em suas 3 primeiras fases, o programa arrecadou por volta de 35 milhões de libras de alimento, e na mais recente fase, adicionou cerca de 7 milhões de libras de comida para os bancos de alimentos do estado. Com a lei, cerca de $50 milhões de dólares serão alocados para o programa.

Vale lembrar que a escolha de Corona, um dos centros do eleitorado da cidade de Nova York, foi estratégica. Recentemente, Hochul anunciou sua candidatura para o governo do estado no ano de 2022. A corrida eleitoral será acirrada com outras duas fortes figuras políticas oriundas da cidade de Nova York, Procuradora Geral Letitia James e Advogado Público Jumaane Williams, já com candidaturas anunciadas. Há décadas que os eleitores sempre elegem alguém da cidade de Nova York como governador. Hochul, nascida em Buffalo, no norte do estado, vai precisar convencer Nova Yorkinos do sul do estado de que será a melhor opção em 2022. O evento de sábado foi um bom começo.

Jardim Botânico Do Brooklyn Revela Exibição De Luzes Nas Noites De Inverno

Anúncio para a exposição “Lightscape”, que está acontecendo no Jardim Botânico do Brooklyn (Foto: Sandra Colicino)
Anúncio para a exposição “Lightscape”, que está acontecendo no Jardim Botânico do Brooklyn (Foto: Sandra Colicino)

De 19 de novembro a 9 de Janeiro, o Jardim Botânico do Brooklyn promove a exibição LightScape. Nesta exibição, o visitante percorrerá uma trilha iluminada de uma milha com poesias da renomada poetisa Jacqueline Woodson projetada em luzes, além de outras instalações.

A jornada pela exposição contará com cerca de 14.000 esferas de luz, 600 fios, 98 pés de distância de luz, 42 esculturas, 20 esculturas em árvores, 2 lasers, uma árvore dos desejos, lustres e instalações de luz com cinco novos poemas de Woodson, prédios históricos banhados em luz e muito mais. 

O passeio ainda incluirá músicas específicas e curadas em combinação com as 18 obras de arte em luz ao longo da jornada, “entre as quais estão o túnel da ‘Winter Cathedral’, ‘Fire Garden in Oak Circle’, ‘Sea of Light’, uma instalação de luz animada cobrindo a Cherry Esplanade e uma série de novas obras de artes com luz de artistas locais,” de acordo com comunicado de imprensa.

Além disso, o jardim vai contar com quiosques de alimentação, servindo chocolate quente, lanchinhos e uma estação para assar s’mores. 

Para aqueles que estiverem em Nova York neste período, é só acessar o website do Brooklyn Botanic Garden (bbg.org) para obter mais informações e adquirir ingressos.

Brooklyn Museum receberá um presente de $50 milhões

Fachada do Brooklyn Museum (Foto: Sandra Colicino)
Fachada do Brooklyn Museum (Foto: Sandra Colicino)

Na segunda-feira, 22 de novembro, o prefeito de Nova York Bill de Blasio anunciou um presente de $50 milhões para o Brooklyn Museum. O dinheiro virá do Departamento de Assuntos Culturais, que utilizará fundos de capital para repassar ao museu.

Tudo começou em junho, quando a diretora do museu, Anne Pasternak, assegurou uma reunião com o prefeito, a fim de discutir a possibilidade do prêmio.

“Estou muito grata ao prefeito e ao encarregado do Departamento de Assuntos Culturais,” disse Pasternak ao New York Times. 

O prêmio será utilizado em uma série de novas iniciativas para o museu, tais como, modernização de cerca de 40.000 pés de espaço nas galerias do museu, criação de uma galeria dedicada à história do Brooklyn, e suporte para conversão do sistema elétrico para energia sustentável no prédio que pertence à prefeitura. As galerias dos quarto e quinto andares, que exibem artes de povos indígenas e design, terão novos interiores e sistemas de controle climáticos. Manutenção do acervo permanente também farão parte do projeto.

O prêmio não vai só ajudar a manter o acervo, mas também ajudará o museu a engajar com audiências de forma mais interativa.

Sendo o segundo maior museu da cidade de Nova York, o Brooklyn Museum é um dos mais antigos da nação. Tem um acervo de mais de 500.000 objetos, inclusive uma bela coleção de arte egípcia. 

Todo o primeiro sábado do mês, o museu promove um evento noturno, e fica aberto até 11 pm. Neste dia, um audiência mais jovem frequenta, atraídos por vinho, arte, música e entrada gratuita.

Porém, já faz tempo que o museu está enfrentando dificuldades financeiras. O museu também enfrentou criticas por ser o primeiro grande museu a negociar peças de seu acervo, tomando vantagem da iniciativa do Association of Art Museum Directors, que autorizou instituições no ano passado durante um período de dois anos a negociar sua arte a fim de quitar dívidas.

A cidade fornece cerca de $9 milhões por ano para suas operações, ou 20% do total de $43 milhões do custo geral das operações do museu.

“Vamos assegurar que o Brooklyn Museum seja um destino icônico para as próximas gerações”, declarou De Blasio após o anúncio do prêmio.