Governo deporta para Alemanha ex-soldado nazista de 95 anos

Segundo o ICE, homem foi o último ligado ao nazismo a ser deportado do EUA; processo se arrastou por anos

0
2279
Homem foi deportado aos 95 anos de idade FOTO AP
Homem foi deportado aos 95 anos de idade FOTO AP

O ex-soldado nazista Jakiw Palij, de 95 anos, foi deportado nesta terça-feira (21) de New York para a Alemanha, depois de anos de um processo judicial, que tinha o objetivo de mandá-lo para o seu País de origem.

A deportação do ex-vigia de campos de concentração da Alemanha na época do nazismo veio 25 anos depois de um longo processo na justiça. A investigação descobriu que ele mentiu para entrar nos EUA dizendo que passou a Segunda Guerra Mundial como trabalhador de fábricas e fazendas.

Palij era cidadão americano e teve a cidadania revogada depois que sua verdadeira identidade foi descoberta e ele foi acusado de crime de guerra. Em 1993, o nome dele apareceu em documentos da época da guerra como soldado nazista. Na época, os policiais foram até a porta da casa dele e ele disse que nunca participou da morte de mais de 6 mil judeus no campo de concentração que trabalhava e que era apenas um ‘vigia’.

Quando a história veio à tona, os judeus passaram a fazer protestos na frente da casa do ex-nazista.

Palij estava nos EUA desde 1949 como refugiado de guerra e era considerado o último colaborador do nazismo presente no País. (Com informações do Chicago Tribune).