Governo pode mandar para o México os brasileiros que forem detidos na fronteira

Aumento de mais de 1000% no número de brasileiros buscando asilo nos Estados Unidos faz com que o governo Trump estude a possibilidade de mandá-los para o México ou para Honduras

0
317
Quase 18 mil brasileiros foram detidos na fronteira com o México no ano fiscal de 2019, um aumento de mais de 1000% com relação ao ano anterior (Foto: US Customs and Border Protection)

O departamento de Homeland Security (DHS) estuda mandar os brasileiros detidos na travessia da fronteira com o México de volta para aquele país para esperarem por lá a audiência na corte sobre seus pedidos de asilo, informou a agência Reuters.

A medida seria uma reação ao grande aumento no número de brasileiros que chegam à fronteira buscando asilo nos Estados Unidos, diz a reportagem da Reuters. O governo Trump estuda também a possibilidade de enviar os brasileiros para outros países, segundo informou uma autoridade americana à agência.

Cerca de 17,900 brasileiros foram apreendidos na fronteira no ano passado, segundo dados do Border Patrol. No ano anterior, esse número foi de 1,5 mil, um aumento de mais de 1000%. Os brasileiros ainda são uma porção menor dos 850 mil estrangeiros detidos na fronteira todos os anos que buscam asilo nos EUA, mas o crescimento muito acima da média fez com que o governo considerasse a medida.

Se o plano for posto em prática, os brasileiros podem ser mandados para o México, como parte do programa chamado Migrant Protection Protocols. Mais de 57 mil imigrantes não-mexicanos já foram enviados para aquele país desde que o programa foi lançado, um ano atrás. O programa inclui inicialmente apenas imigrantes falantes do espanhol, mas devido ao aumento de brasileiros, os falantes do português poderão também ser mandados para o México.

A porta-voz do DHS, Heather Swift, não confirmou ou negou à Reuters a possibilidade de brasileiros serem enviados para o México, mas declarou que o departamento “está sempre buscando maneiras de expandir e reforçar o programa para incluir novos locais, populações e procedimentos”.

Uma outra possibilidade seria enviar os brasileiros para Honduras. No começo do ano, o governo hondurenho concordou em abrigar brasileiros, gualtemaltecos, mexicanos, nicaraguenses e salvadorenhos apreendidos na fronteira dos EUA com o México.

O presidente Trump, candidato à reeleição em novembro, trata a questão imigratória como o foco principal de seu apelo aos eleitores. Durante a presidência, fez campanha contra os imigrantes que buscam asilo, argumentando que a maioria dos que chegam à fronteira não têm nenhum motivo para ganhar asilo nos EUA.