Governo vai usar tropa de elite para buscar imigrantes irregulares em cidades-santuário

Agentes do CBP Tactical Unit auxiliarão o ICE na busca e apreensão de pessoas nas chamadas cidades-santuário, localidades onde o governo local não colabora com o federal nas operações imigratórias

0
4647
A Tactical Unit é a tropa de elite do Customs and Border Protection (Foto: CBP)

O governo Trump pretende destacar agentes altamente treinados da polícia de fronteiras e alfândega (Customs and Border Protection – CBP) para ajudar os agentes do Immigration and Customs Enforcement (ICE) na busca e apreensão de imigrantes em situação irregular no País que vivem nas chamadas “cidades santuário”, onde o governo local não colabora com o federal nas operações imigratórias.

Agentes da Tactical Unit, a tropa de elite do CBP, sereão destacados para missões em Los Angeles, Chicago e New York, cidades com políticas locais que protegem imigrantes irregulares da deportação. Outras cidades incluídas na lista são San Francisco, Atlanta, Houston, Boston, New Orleans, Detroit e Newark, disse o porta-voz do CBP, Lawrence Payne, em nota divulgada na sexta-feira (14).

Os agentes da Tactical Unit passam por um treinamento semelhante ao de equipes de elite das forças armadas americanas, como a U.S. Special Operation Forces, de acordo com detalhes divulgados no website do CBP.

As chamadas cidades-santuário são localidades governadas por Democratas que adotaram a política de não colaborar com o governo federal no que diz respeito à imigração, e que acabaram virando alvo do presidente Trump, que fez da questão imigratória o cerne de sua campanha para a reeleição.

A ação assinala a mais recente batalha do governo contra essas cidades, e vem logo em seguida à ação judicial impetrada pelo departamento de Justiça contra o estado de New Jersey e o condado de King, Washington, onde fica Seattle.

Em outra medida, o departamento de Homeland Security disse que vai barrar os moradores de New York da obtenção de passes para o Global Entry, o sistema de cadastro antecipado que facilita a passagem pela segurança nos aeroportos, e programas facilitadores de viagens entre EUA, México e Canadá, o que pode afetar centenas de milhares de passageiros.