Hacker rouba dados de milhões de clientes do Capital One

Instituição financeira reconheceu ter sido vítima do roubo de dados de mais de 100 milhões de clientes

0
1390
Capital One é a 10ª maior instituição financeira dos EUA e o sétimo maior banco privado do país (Foto: Wikimedia Commons)
Capital One é a 10ª maior instituição financeira dos EUA e o sétimo maior banco privado do país (Foto: Wikimedia Commons)

A instituição financeira Capital One reconheceu ter sido vítima do roubo de dados de mais de 100 milhões de clientes. No mesmo dia, o Departamento de Justiça comunicou que o FBI prendeu a suspeita de cometer o crime.

A suposta hacker, Paige A. Thompson, é uma especialista em Tecnologia da Informação, tem 33 anos e foi presa em Seattle, no estado de Washington. Ela pode ser condenada a até cinco anos de prisão.

De acordo com o FBI, foi a própria Thompson que divulgou o roubo através da plataforma de desenvolvimento colaborativo GitHub, de propriedade da Microsoft. O banco afirmou acreditar ser improvável que a informação vazada tenha sido usada para fraudes, mas que continuará a investigar.

Um usuário do GitHub alertou a instituição sobre o vazamento e a Capital One comunicou o caso ao FBI no último dia 19. O banco é a 10ª maior instituição financeira dos EUA e o sétimo maior banco privado do país, com ativos de 373,6 bilhões de dólares.

“Ainda que seja grato que o autor tenha sido preso, lamento profundamente o que aconteceu”, disse em nota um dos diretores do banco, Richard D. Fairbank.

“Eu sinceramente peço desculpas pela compreensível preocupação que este incidente deve estar causando aos afetados e eu me comprometo a consertá-lo.”

De acordo com o banco, com sede em McLean, no estado da Virgínia, Thompson acessou os dados de cerca de 100 milhões de pessoas nos Estados Unidos e outras 6 milhões no Canadá que adquiriram produtos associados a cartão de crédito ou solicitaram cartão bancário do Capital One entre 2005 e 2019.

Na grande maioria dos casos, foram afetados dados pessoais, como nomes, endereços, números de telefone, datas de nascimento ou renda, além de histórico de crédito.