Hillary errou ao usar email pessoal para trabalho, diz Obama na TV

Presidente foi entrevistado no "60 Minutes", da CBS; para ele, uso de e-mail pessoal para assuntos profissionais por Hillary não colocou a segurança nacional em risco

0
4907

DA REDAÇÃO (com The New York Times) – O presidente dos EUA, Barack Obama, disse que o uso de um email pessoal por Hillary Clinton para assuntos profissionais foi “um erro”, mas que isso não colocou a segurança nacional em risco e que o caso foi inflado por republicanos para prejudicar a candidatura da democrata à Presidência. A declaração foi feita por Obama durante uma entrevista ao programa “60 Minutes”, da CBS.

O uso por Hillary de uma conta pessoal de e-mail, alocada em um servidor de sua família, durante seu mandato como secretária de Estado —em vez da utilização de seu e-mail institucional— está no cerne das investigações, lideradas pelos republicanos, sobre os ataques de 2012 em Benghazi, Líbia, em que quatro americanos morreram.

É quase certo que o assunto virá à tona durante o debate entre os pré-candidatos democratas na próxima terça (13), na CNN.

Na entrevista, Obama disse que é legítimo questionar Hillary sobre o caso e afirmou -sem dirigir seus comentários especificamente à colega- que os funcionários públicos que ocupam altos cargos deveriam ser mais esclarecidos.

“De maneira geral, quando estamos nesses cargos, temos que ser mais sensíveis e manter todo o cuidado ao lidar com informações e com os nossos próprios dados pessoais”, disse. “E, você sabe, ela cometeu um erro. Ela reconheceu.”.

Para Obama, Clinton poderia “ter tomado uma decisão melhor” e ter sido mais rápida em divulgar os e-mails relacionados ao trabalho que foram mantidos em um servidor privado, ou seja, fora do controle do governo. No entanto, para ele, em nenhum momento “a segurança nacional dos Estados Unidos esteve em perigo”. “O fato de que nos últimos três meses esse ter sido um assunto dominante é um indicador de que estamos no meio da disputa política pela Presidência.”