Homeland Security aumenta cota de vistos H-2B para este ano

Serão adicionados 22 mil vistos de trabalho temporário à cota anual de 66 mil; desse total, 6 mil serão destinados a imigrantes da América Central

0
1239
Governo aumenta cota de vistos H-2B (Foto: Flickr)
Governo aumenta cota de vistos H-2B (Foto: Flickr)

DA REDAÇÃO – A administração Biden vai adicionar 22 mil vistos H-2B à cota anual existente de 66 mil vistos. Os vistos voltados para trabalhadores temporários estarão disponíveis para este ano fiscal, que termina em setembro. Desse adicional, seis mil serão destinados a imigrantes da América Central.

O visto H-2B é destinado a trabalhadores estrangeiros não agrícolas de áreas diversas, tais como de turismo, hotelaria, restaurantes, indústria, pesca, entre outras áreas.

Esse visto pode ser usado por empregadores para a contratação de funcionários para: trabalho sazonal ou de caráter temporário, por exemplo, vagas nas quais o posto de trabalho está diretamente atrelado a um evento, colheita, estação do ano. O trabalho na pesca de mariscos e em estações de esqui em alta temporada são alguns exemplos.

Segundo informações do Departamento de Homeland Security (DHS), para dar entrada no visto, é necessário um trabalhador interessado na contratação do estrangeiro. O trabalhador pode estar no exterior, desde que obedeça a alguns critérios, como não ter morado ilegalmente nos EUA.

“O visto H-2B é designado para ajudar empregadores nos Estados Unidos a preencher vagas temporárias para estrangeiros, sem prejudicar os trabalhadores americanos”, afirma o secretário do DHS, Alejandro Mayorkas. “Essa suplementação no número de vistos demonstra que o DHS está comprometido em garantir caminhos legais para que imigrantes possam trabalhar nos Estados Unidos, em especial, da América Central”, reforçou Mayorkas.

Advogados de imigração, no entanto, advertem que 76% dos consulados americanos no exterior estão fechados, o que dificulta o processamento de vistos. Esses consulados começaram a chamar para entrevistas, mas em ritmo lento para o tamanho da demanda.